UFC: BJ Penn desafia a ciência e nega existência de demência pugilista

Igor Ribeiro | 29/05/2023 - 10:00

Figura controversa, BJ Penn tem causado forte discussão entre a comunidade do MMA. O ex-campeão peso-leve (até 70,3 kg) e lenda do UFC diz acreditar que a encefalopatia traumática crônica (ETC), conhecida como demência pugilista, não existe.  

Em seu Instagram oficial, Penn questionou a veracidade da demência pugilista e citou o boxeador Muhammad Ali e o jogador de futebol americano Jim Brown como exemplos de atletas que não teriam sido afetados pela condição. Ele também fez uma relação com o coronavírus e diz que ambas as doenças são falsas.  

VEJA TAMBÉM

UFC: Rampage Jackson explica ataque de fúria contra uma porta no TUF

++ UFC: lutador ‘prancha’ adversário no chão com cotovelada devastadora

— O que é ETC mesmo? Muhammad Ali tinha isso? E quando a Jim Brown, ele também tinha isso? O ETC é tão falso quanto o coronavírus.

Demência pugilista no esporte 

A condição médica está associada a danos cerebrais cumulativos por golpes repetitivos na cabeça. Ela está diretamente ligada a esportes de contato, como boxe e futebol americano. Esporte mais novo da lista, o MMA ainda tem sido estudado como outro possível dificultador.  

Sintomas como perda de memória, problemas de fala e distúrbios de humor podem se desenvolver anos após a aposentadoria do esporte. A doença foi descoberta em boxeadores no início do século XX e desde então tem sido extensivamente estudada. 

De acordo com a Associação Americana de Neurologia (AAN), estima-se que cerca de 20% dos boxeadores profissionais desenvolvem demência pugilista como resultado de sua carreira no esporte. 

BJ Penn 

Conhecido como um dos maiores nomes da história do MMA, BJ Penn enfrentou uma série de desafios fora do octógono, como preocupações relacionadas à saúde e questões legais de embriaguez no volante e brigas na rua. Ele tentou, em 2022, o cargo político de governador do Havaí, mas não chegou ao pleito.  

Ex-campeão peso-leve (até 70,3 kg) e meio-médio (até 77 kg), o havaiano fez lutas notáveis contra nomes como Georges St-Pierre, Matt Hughes e Frankie Edgar. Sua carreira foi marcada por um cartel de 16 resultados positivos e 14 negativos, além de dois empates.  

Por Igor Ribeiro, do Quinto Quarto

Escrito por Igor Ribeiro
Igor Ribeiro é especialista em lutas e MMA e começou a carreira na área como redator e repórter do site Super Lutas, até se tornar coordenador. Foi reporter do Quinto Quarto até julho de 2023.