UFC 301: Vitor Petrino enfrenta ex-desafiante de cinturão no Rio de Janeiro

Matheus Costa | 12/03/2024 - 21:12

O novo destaque brasileiro da categoria dos meio-pesados já tem data, local e oponente para retornar ao octógono. Vivendo grande fase no UFC, Vitor Petrino foi convocado pela organização para enfrentar o ex-desafiante do cinturão da divisão Anthony Smith no UFC 301. O evento será realizado no dia 4 de maio, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo youtuber Laerte Viana.

Com apenas 26 anos, o mineiro Vitor Petrino surgiu de forma arrebatadora na categoria dos meio-pesados do UFC e rapidamente construiu seu nome. Contratado através do reality Contender Series no ano de 2022, o atleta conquistou quatro vitórias em suas quatro lutas na organização, incluindo o nocaute sobre o veterano Tyson Pedro no UFC Vegas 87, em março, que resultou na aposentadoria do rival e lhe rendeu a décima quinta colocação no ranking. Ele está invicto em sua carreira no MMA com 11 vitórias, sendo sete por nocaute e uma por finalização.

Em péssima fase na carreira, Anthony Smith é um nome de longa duração no ranking dos meio-pesados que viveu altos e baixos que lhe renderam uma disputa de cinturão contra o então campeão Glover Teixeira e o respeito dos fãs. O “Lionheart” venceu apenas uma de suas quatro lutas no octógono do Ultimate, sendo brutalmente nocauteado por Khalil Rountree em Las Vegas. Na carreira, o atleta soma retrospecto de 37 vitórias e 19 derrotas.

UFC 301: confira o card do evento no Rio de Janeiro

Disputa de cinturão peso mosca: Alexandre Pantoja (c) vs. ?
Peso médio: Caio Borralho vs. Paul Craig
Peso meio-pesado: Anthony Smith vs. Vitor Petrino
Peso leve: Netto BJJ vs. Drakkar Klose
Peso mosca: Alessandro Costa vs. Kevin Borjas
Peso mosca: Dione Barbosa vs. Ernesta Kareckaite
Peso pena: Joanderson Brito vs. Jack Shore
Peso leve: Elves Brener vs. Myktybek Orolbai

Escrito por Matheus Costa
Matheus Costa é jornalista, repórter e redator com passagens por MMA Brasil, LANCE!, O Dia, Yahoo! e outros. Sua carreira no jornalismo iniciou na cobertura do MMA, depois se expandindo para a cobertura do futebol e dos bastidores de televisão esportiva brasileira. Já cobriu in loco eventos de MMA, futebol, basquete e jiu-jítsu.