UFC 299: Gilbert Durinho é nocauteado em noite desastrosa para brasileiros

Paola Zanon | 10/03/2024 - 01:19

Gilbert Burns, o Durinho, foi finalizado pelo australiano Jack Della Maddalena no UFC 299, por xxx, pela categoria peso-médio, na noite deste sábado (9).

O carioca começou o duelo já com quatro golpes significativos e logo levou o australiano ao chão. Ao ver Maddalena levantar, Durinho já o levou direto para a grade e dominando a maior parte do primeiro round.

No segundo assalto, Gilbert pegou Jack pela perna para tentar derrubá-lo mais uma vez, mas o australiano conseguiu se defender da queda. Na sequência, uma cotovelada do carioca deixou a testa do oponente vermelha no mesmo instante.

Maddalena respondeu com uma sequência de jabs, mas acabou sendo derrubado no último minuto. Ainda assim, o assalto teve mais golpes significativos de Jack, que deixou a luta empatada.

Durinho abriu o terceiro e último round com um chute no adversário, apostando na luta agarrada logo na sequência e encontrando bastante dificuldade nas tentativas de derrubar o australiano —conseguindo fazer isso apenas nos dois minutos finais.

Maddalena, no entanto, usou a grade para se levantar e não deu tempo para o brasileiro reagir, dando uma joelhada no rosto dele e derrubando-o com uma sequência de cotoveladas duras. O juiz interrompeu o duelo e declarou a vitória do australiano.

Quarto colocado no ranking da categoria, Gilbert voltou ao octógono depois de sofrer uma lesão no ombro ano passado, durante sua última luta, que aconteceu em maio, contra Belal Muhammad.

Card preliminar do UFC 299 tem ‘esquadrão’ brasileiro

Além de Durinho, outros cinco brasileiros também participaram do UFC 299: Michel Pereira, Philipe Lins, Pedro Munhoz, Rafael dos Anjos e Jaílton Almeida, o Malhadinho —apenas dois deles venceram.

O primeiro brasileiro a subir no octógono em Miami foi Pereira, que enfrentou Michal Oleksiejczuk pela categoria peso-médio e venceu a luta por submissão do polonês, que desistiu do duelo com pouco mais de um minuto logo no primeiro round.

Logo na sequência, foi a vez de Philipe lutar com Ion Cutelaba, pelos meio-pesados. A disputa foi mais dura que a de Pereira e durou os três rounds. Com 67 golpes significativos contra 47 do adversário, o brasileiro derrotou o moldávio por decisão unânime dos juízes.

O primeiro brasileiro a ter um resultado negativo no UFC 299 foi Pedro Munhoz, que não conseguiu superar Kyler Phillips na categoria peso-galo. Depois de três rounds, o norte-americano conseguiu deferir 98 golpes significativos contra apenas 56 e venceu por decisão unânime dos juízes.

O ex-campeão dos pesos-leves, Rafael dos Anjos, também não conseguiu sair do octógono com a vitória. Com 21 golpes significativos a mais que o brasileiro ao longo dos três assaltos, o polonês Mateusz Gamrot venceu a luta por decisão unânime dos juízes.

Para fechar o card preliminar do UFC 299, Malhadinho subiu ao octógono para enfrentar Curtis Blaydes na categoria peso-pesado. Vindo de 15 vitórias —sendo 12 por finalização—, o brasileiro dominou o primeiro round, mas acabou nocauteado pelo norte-americano no segundo assalto.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.