UFC 288: Kron Gracie retorna ao MMA após quatro anos como incógnita

Matheus Costa | 06/05/2023 - 17:34

Depois de quatro anos afastado do MMA focando em projetos pessoais, o único representante da família percursora do jiu-jitsu no Brasil no UFC está de volta ao octógono cercado de dúvidas e como uma verdadeira incógnita. Kron Gracie retorna neste sábado (6), no UFC 288, para enfrentar o invicto Charles Jourdain pela categoria dos penas no card preliminar com a missão de responder algumas perguntas sobre sua carreira.

Kron, filho de Rickson Gracie, migrou tarde para o MMA e carregou, obviamente, o legado de sua família para o esporte através do jiu-jítsu. Iniciando no cenário japonês, o atleta assinou com o Rizin FF e impressionou contra atletas experientes. A ida para uma grande organização era questão de tempo, e o UFC bateu na porta para aproveitar os talentos na esperança de um novo grande representante do jiu-jítsu.

O brasileiro, treinando na academia dos irmãos Nate e Nick Diaz, iniciou com o pé direito no octógono mais famoso do mundo. Escalado para enfrentar Alex Caceres, um dos lutadores mais duradouros da divisão dos penas nos últimos anos, Kron não tomou o menor conhecimento do adversário e o atropelou em apenas dois minutos. Finalizando, é claro, com um mata-leão. O impacto foi imediato e a empolgação foi grande.

VEJA TAMBÉM:

+ UFC: o real motivo que fez Cejudo deixar aposentadoria e voltar ao octógono

++ UFC 288: onde assistir ao vivo Sterling x Cejudo pelo cinturão e 7 brasileiros

O hype cresceu, o UFC se empolgou e, como de costume, deu um passo maior do que a perna. Em sua segunda luta na organização e sexta luta na carreira, Kron foi escalado para enfrentar o veteraníssimo Cub Swanson, ex-desafiante do cinturão e nome importante na história da divisão de peso. A luta acabou sendo um choque de realidade para o brasileiro. Embora disputada e movimentada, a experiência do americano contou demais para a vitória por decisão unânime.

A derrota iniciou um longo e extenso período de hiato na vida de Kron Gracie, que se afastou completamente do esporte e dos holofotes por quatro anos. Seu futuro era tão incerto que até seu pai, Rickson, afirmou durante uma entrevista em 2022 ao site “MMA Fighting” que não fazia ideia das intenções do seu filho para o futuro ou de uma possível data para que ele retornasse ao MMA. O ano virou e o homem decidiu calçar novamente as luvas para retomar sua carreira.

O confronto de Kron Gracie contra Charles Jourdain neste sábado traz uma grande incerteza do que esperar por parte do brasileiro. O longo período de inatividade em um momento crucial de sua carreira, que justamente demanda uma maior evolução no período inicial de sua trajetória no MMA, coloca em xeque todas as esperanças depositadas no faixa preta. A faixa preta, inclusive, é a principal arma, mas não pode ser a única em um cenário tão competitivo e disputado.

Escrito por Matheus Costa
Matheus Costa é jornalista, repórter e redator com passagens por MMA Brasil, LANCE!, O Dia, Yahoo! e outros. Sua carreira no jornalismo iniciou na cobertura do MMA, depois se expandindo para a cobertura do futebol e dos bastidores de televisão esportiva brasileira. Já cobriu in loco eventos de MMA, futebol, basquete e jiu-jítsu.