Lutas e MMA UFC

UFC 280 Resultados – Oliveira x Makhachev (22/10)

UFC 280 Resultados - Oliveira x Makhachev (22/10)

Neste sábado (22), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, 12 lutas movimentaram o UFC 280, com destaque para a atuação de Charles Oliveira, pelo card principal. Confira, a partir de agora, os detalhes de todas as lutas do evento.

UFC 280 Resultados – Oliveira x Makhachev

Card principal UFC 280

Charles Oliveira (BRA) x Islam Makhachev (RUS) – Direita precisa do russo

No início da luta principal, Charles tomou o comando do combate, com golpes e forçadas de queda, mas logo o cenário se inverteu, quando Makhachev levou o duelo também ao solo e corner. Por fim, nos últimos instantes, após grande pressão, o brasileiro saiu da situação complicada e desferiu alguns golpes finais.

No 2º round, na busca pelo combate travado, Makhachev levou a luta novamente para o corner e pressionou o brasileiro na grade. Até que, depois de muito estudo, o russo acertou cruzado de direita, que levou Charles ao solo e, para finalizar, segurou o brasileiro com finalização de jiu-jitsu, para ficar com a vitória e com o cinturão dos leves.

Aljamain Sterling (JAM) x TJ Dillashaw (USA) – atropelo jamaicano para ficar com o cinturão dos galos

Logo de cara, um começo avassalador de Aljamain Sterling, com várias tentativas de estrangulamento. Além disso, várias sequências de socos por parte do jamaicano sobre Dillashaw.

Novamente, no 2º round, TJ Dillashaw passou sufoco no solo, com as tentativas de finalização de Sterling. Mesmo com ombro e braços sentidos, o americano sustentou bem a situação reversa. No entanto, com pouco mais de um minuto para o fim do assalto, após socos e cotoveladas, o jamaicano levou a melhor no combate.

Petr Yan (RUS) x Sean O'Malley (USA) – Resultado controverso, mas o americano saiu vencedor

No começo do combate, o destaque ficou, totalmente, com o russo, que priorizou os chutes e socos altos. Por outro lado, O'Malley tentou a luta mais agarrada e chegou a ir para o solo, mas sem muito sucesso.

Em seguida, no 2º round, o duelo ficou mais equilibrado, com domínio inicial do americano, mas logo contido pelos golpes de joelho de Yan. No final, o combate ficou no solo e junto ao corner, sob o domínio do lutador russo.

Por fim, com ambos os lutadores cansados e banhados de sangue, o 3º round seguiu a linha dos dois anteriores, com leve predomínio de Petr Yan. No entanto, por decisão dividida, os jurados escolheram Sean O'Malley como o vencedor da luta.

Beneil Dariush (USA) x Mateusz Gamrot (POL) – Duelo em alto nível e bastante equilibrio.

Logo nos primeiros segundos de combate, Gamrot buscou o solo, para tentar imobilizar Dariush, que logo se reergueu e foram ao corner. Na sequência, ambos tentaram chaves de perna ao mesmo tempo.

Pelo 2º round, um pouco mais de estudo, porém, com golpes mais precisos das duas partes. Nos segundos finais, Gamrot acertou joelhada, enquanto Dariush respondeu com sequência de socos.

No 3º round, muita cautela no começo do combate até que Dariush acertou um soco preciso e direto no rosto de Gamrot, que respondeu com joelhadas. Por fim, ambos foram ao solo, mas logo ficaram de pé, até o último sinal. Mesmo assim, por decisão unânime dos jurados, Beneil Dariush foi declarado vencedor do duelo.

Katlyn Chookagian (USA) x Manon Fiorot (FRA) – Tudo equilibrado

Nos primeiros golpes, as lutadoras tiveram baixa precisão e muito estudo. Com destaque para o chutes de Fiorot e os socos de Chookagian. Porém, fora isso, nenhuma das lutadoras se destacou.

Assim como nos primeiros cinco minutos, o 2º round foram de muita cautela e golpes sem precisão das duas lutadoras. Em total equilíbrio, mais uma vez, o duelo seguiu sem superioridade.

Por fim, o último round seguiu com igualdade, até o minuto final, quando Fiorot levou Chookagian ao solo, mas por pouco tempo. Dessa forma, com a decisão unânime dos jurados, Manon Fiorot venceu pela 10ª vez seguida no UFC 280.

Card preliminar UFC 280

Belal Muhammad (PLT) x Sean Brady (USA) – Show árabe, para o delírio da torcida local

No round inicial, Brady até começou bem, encaixando alguns socos e chutes. No entanto, na parte final, em ênfase aos últimos segundos, Muhammad melhorou o desempenho e conseguiu terminar melhor que o americano, igualando a trocação ainda no 1º assalto.

No entanto, o 2º round reservou um domínio de Belal Muhammad, após muito estudo de ambas as partes. Pelos últimos dois minutos, o árabe esteve com forte pressão sobre o americano, desferindo vários socos em sequência, até o nocaute técnico, com 12 segundos para o fim do assalto.

Caio Borralho (BRA) x Makhmud Muradov (UZB) – brasileiro passou sufoco, mas levou a melhor

Nos primeiros instantes, Muradov começou com joelhadas e socos, travados pelo Caio, que revidou levando o uzbeque ao solo. Mesmo com o adversário saindo do perigo do brasileiro, Caio segurou a onda até o final do round, sendo pressionado com socos, mas acertou chute preciso no rosto de Muradov.

No 2º round, ambos os lutadores ficaram trocando de posição, no solo, com domínio do brasileiro, em relação às tentativas de finalização. Por outro lado, o uzbeque tentou alguns socos, mas sem muito sucesso.

Por fim, no último round, Muradov começou no domínio do combate, também ao solo. No entanto, rapidamente Caio tentou mais uma vez a finalização, por cima do oponente uzbeque. Dessa forma, diante do domínio do brasileiro, os jurados, por decisão unânime, deram a vitória para Caio Borralho.

Nikita Krylov (UCR) x Volkan Oezdemir (SUI) – Domínio ucraniano do começo ao fim

Logo no início, Krylov investiu na luta pelo solo, na tentativa de buscar a finalização, Oezdemir se defendeu bem, mesmo ainda sendo pressionado pelo oponente ucraniano. Na sequência, os demais momentos da luta foram com o mesmo cenário de domínio, por parte de Krylov, incluindo várias quedas provocadas pelo ucraniano. Assim, por decisão unânime, os jurados escolheram Nikita Krylov como vencedor da luta.

Abubakar Nurmagomedov (RUS) x Gadzhi Omargadzhiev (RUS)

A princípio, os momentos iniciais foram de muita luta agarrada no solo. No entanto, o último round foi de muita trocação, em outra voltagem. Com melhor desempenho no assalto final, Nurmagomedov honrou o nome e saiu com a melhor, com decisão dos jurados.

Armen Petrosyan (ARM) x AJ Dobson (USA) – Armênio deu o sangue pela vitória

Durante o três rounds do combate, Petrosyan construiu os golpes mais precisos e efetivos sobre Dobson. No entanto, o armênio passou boa parte do duelo com sangramento no rosto, na parte do supercílio. Mesmo assim, por decisão dos jurados, a vitória ficou mesmo com Armen Petrosyan.

Muhammad Mokaev (RUS) x Malcolm Gordon (CAN) – Um round para cada e vitória russa

Com o 1º round de domínio para o russo, e o 2º vencido, claramente, por Gordon, restou o 3º assalto para o desempate. Assim, por finalização, faltando 30 segundos para o fim, Mokaev encaixou uma chave de braço e liquidou a fatura.

Karol Rosa (BRA) x Lina Lansberg (SUE) – vitória apertada, mas brasileira

Para a abrir a noite de UFC 280, em Abu Dhabi, a brasileira conseguiu levar a oponente ao solo por duas vezes. No entanto, na metade do 2° round, Lansberg sofreu joelhada ilegal de Karol. Mesmo assim, após duas quedas, não resistiu às habilidades de Karol Rosa e a vitória, por decisão majoritária, com a brasileira.

Foto destaque: Divulgação/UFC

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top