Lutas e MMA UFC

UFC 279 Resultados: Díaz x Ferguson (10/09)

UFC 279 Resultados: Díaz x Ferguson (10/09)

Na noite deste sábado (10), o UFC 279 aconteceu em Las Vegas, após a polêmica envolvendo o peso de Khamzat Chimaev, que fez a organização do evento mudar os combates principais. Assim, como destaque, a luta principal envolveu Nate Díaz x Tony Ferguson.

Além disso, a edição contou com a presença, e vitória, de três brasileiros: Johnny Walker, Jailton Almeida e Norma Dumont. A seguir, confira os detalhes dos cards preliminar e principal.

Resultados UFC 279: Diaz x Ferguson

Card Principal UFC 279

Nate Diaz (USA) x Tony Ferguson (USA) – Díaz castigou e finalizou Ferguson, com muita diversão durante o combate

Primeiramente, Ferguson acertou soco e dois chutes na sequência sobre Díaz. A saber, nesta altura, a perna de Ferguson já estava banhada de sangue. Em seguida, Díaz acertou alguns socos que o colocou no combate novamente. Em resposta, Ferguson tentou mais chutes, mesmo com a perna escorrendo sangue.

Pelo 2° round, os lutadores seguiram com os chutes e, logo após, começaram a trocação em socos juntos com os golpes na parte inferior de ambos. Na sequência, Díaz tomou à frente do combate, expondo o desgaste de Ferguson, que começou a aparecer, com mais um sangramento, na parte do olho esquerdo.

Em seguida, no 3° round, após receber soco, Díaz começou a dar o seu show, diminuindo o ritmo de propósito e caminhou pelo octógono em tom irônico. No entanto, logo o combate voltou a esquentar, com a trocação de Nate Díaz, junto com a irreverência, mas sem perder o domínio dos golpes. Por fim, Díaz ainda acertou chutes e socos precisos, causando danos em Ferguson, que estava claramente abatido.

No 4º round, Nate Díaz seguiu sendo mais preciso com os golpes. Até que, quando a luta foi ao solo pela primeira vez, Tony Ferguson não passou de cachorro morto para Díaz, que finalizou com tranquilidade e levou a vitória.

Khamzat Chimaev (SUE/RUS) x Kevin Holland (USA) – Na Guerra Fria, o russo entrou pegando fogo

De imediato, Chimaev começou com tudo tentando a todo custo levar o combate para o solo. Assim, quando o russo conseguiu, tentou o estrangulamento, via triângulo de mão, e finalizou Holland, com pouco mais de dois minutos.

Li Jingliang (CHN) x Daniel Rodriguez (USA) – Duelo começou morno e esfriou

A princípio, os dois lutadores começaram o combate com vários chutes, de ambos os lados, seguidos de um domínio e controle de Rodríguez. Por fim, o americano terminou o round por cima, acertando mais golpes.

No 2º round, Li tentou dominar também, mas Rodríguez revidou na mesma moeda. Na sequência, o combate esfriou bastante, com os oponentes estudando um ao outro. Até que, no final, Li acertou dois chutes e levou o americano ao solo.

Por fim, no último round, o ritmo caiu de forma definitiva e a responsabilidade ficou com os jurados. Assim, por decisão dividida e polêmica, Daniel Rodríguez foi declarado vencedor.

Irene Aldana (MEX) x Macy Chiasson (USA) – Final inusitado do triunfo da mexicana

No início, o combate ficou bem estudado, até que Chiasson tentou derrubar Aldana, mas a mexicana se segurou bem na grade. Na sequência, Chiasson manteve o domínio, com tentativas de socos, que logo foram revidados pela Aldana. No entanto, as duas foram ao chão, com pressão da mexicana na tentativa de finalização, que não aconteceu por pouco.

Igualmente, no 2° round, Irene Aldana seguiu na tentativa, em solo, de finalizar a oponente, com chave de braço. No entanto, visto o fracasso das tentativas, Chiasson pressionou, com socos e cotoveladas sobre a mexicana, que terminou abalada o assalto.

No entanto, pelo último round, Macy Chiasson começou com tentativas de socos. Contudo, após chute de Aldana mesmo no solo, Chiasson sentiu a costela e foi ao chão, decretando nocaute técnico para americana e vitória da lutadora mexicana.

Johnny Walker (BRA) x Ion Cutelaba (MDV) – Remontada fantástica do brasileiro

Primeiramente, Johnny tentou, logo de cara, um chute no rosto do moldavo, mas Cutelaba segurou a investida, literalmente, e levou o brasileiro para o solo, onde dominou o combate. No entanto, na retomada do brasileiro, com queda épica, Johnny procurou a finalização, por duas vezes, mas Cutelaba se segurou bem. Até que, com menos de 30 segundos para o final do round, a guilhotina entrou e o brasileiro levou a melhor.

Card Preliminar UFC 279

Hakeem Dawodu (CAN) x Julian Erosa (USA) – Erosa comandou e controlou o combate até a vitória

Nos dois minutos iniciais, cada lutador encontrou soco que desequilibrou o adversário. No entanto, em seguida, Erosa desferiu sequência que quase levou o canadense ao nocaute técnico, mas conseguiu se segurar. Por fim, Dawodu aplicou chute, mas sofreu na resposta, com socos e joelhadas de Erosa.

Pelo 2° round, Dawodu tentou responder, mas Erosa seguiu no controle do combate, se esquivando das investidas do canadense e tentando finalizar o oponente. Por fim, o combate finalizou na grade, em um momento mais travado da luta.

No último round, Dawodu tentou se impor no combate, mas sem muita efetividade, com a boa defesa de Erosa. Além disso, nos últimos instantes, o americano levou a luta para o solo, onde manteve o controle. Assim, por decisão unânime dos jurados, Julian Erosa saiu com a vitória do combate.

Jailton Almeida (BRA) x Anton Turkalj (SUE) – Sueco não aguentou a pegada do baiano

Logo de cara, Jailton levou para o solo, onde o baiano é especialista em segurar o combate. No chão, “Malhadinho” castigou o sueco com socos e cotoveladas. Em seguida, mesmo tentando se erguer, Turkalj voltou à luta baixa.

No entanto, mesmo com vaias do público da T-Mobile Arena, ainda no round inicial, após duas tentativas e sequência de socos, na terceira chance de finalização, Jailton Almeida venceu por mata-leão.

Denis Tiuliulin (RUS) x Jamie Pickett (USA) – Chutes maliciosos deram a vitória para o russo

Primeiramente, Pickett começou em cima, com socos e chutes em diversas alturas. Na sequência, o americano tentou derrubar Tiuliulin, mas o russo se segurou na grade. Em resposta, Tiuliulin aumentou a frequentar de golpes e fez o americano sentir a grade nas costas por três vezes nos últimos dois minutos do round inicial. Por fim, de tanto o russo pressionar, acabou acertando um golpe baixo.

Pelo 2° round, Tiuliulin começou com tentativas de chutes, em maior quantidade de altura baixa. Na sequência, após acertar outro chute na área íntima do americano e consequente paralisação, o russo aumentou os socos, dominando o combate em pé e no solo. Assim, após mais uma levada ao solo, com cotoveladas, Denis Tiuliulin venceu por nocaute técnico.

Jake Collier x Chris Barnett – Vitória irreverente e de virada de Barnett

Primeiramente, Collier começou melhor, com golpes que chegaram a castigar Barnett. No entanto, Barnett se segurou no final, mesmo com mais uma pressão de Collier, que tentou a finalização a todo custo.

Na sequência, pelo 2° round, a história foi diferente. Logo no início, Barnett pressionou e conseguiu levar Collier ao solo. Assim, desferiu socos até o árbitro decretar nocaute técnico. Na comemoração, Barnett dançou, tomou cerveja e muito mais.

Norma Dumont (BRA) x Danyelle Wolf (USA) – Vitória tranquila e controlada da brasileira

Primeiramente, Norma começou bem, com soco preciso no rosto de Wolf, mas a americana conseguiu responder da mesma forma e ainda tentou um chute giratório. Por fim, nos últimos segundos, as lutadoras mostraram um pouco de trocação, com a brasileira se saindo melhor.

No 2° round, a vantagem da brasileira apenas aumentou, com chutes e tentativas de queda sobre a americana. Na sequência, quando as oponentes estiveram em pé, Norma desferiu chutes mais altos e fechou o assalto com vitória.

Por fim, no último round, Norma segurou a luta no chão e levou a decisão para os jurados, que deram a vitória, de forma unânime, para a brasileira.

Chad Anheliger (CAN) x Heili Alateng (CHN) – Chinês pressionou no fim e saiu com a vitória

Primeiramente os dois lutadores começaram se estudando. Até que, com a iniciativa de Alateng, o 1º round ficou marcado por muitos momentos de trocação entre os oponentes.

A seguir, no 2º round, Alateng voltou a ditar o ritmo dos golpes. No entanto, dessa vez, Anheliger conseguiu equilibrar o combate e também foi ao ataque.

Por fim, o último round seguiu o ritmo dos dois anteriores, com ainda mais equilíbrio e, principalmente, por chutes de ambos os lutadores. Nos últimos instantes, o combate terminou no solo, com o domínio do chinês Alateng. Assim, por decisão unânime dos jurados, Heili Alateng levou a melhor.

Melissa Martinez (MEX) x Elise Reed (USA) – Reed desequilibrou no final

Primeiramente, a mexicana começou melhor, com socos pontuais. No entanto, não demorou muito e Reed revidou, com golpe que deixou Martínez no chão. Na sequência, Martínez chutou, por duas vezes, no rosto da americana e, em seguida, tentou derrubar a oponente.

Em seguida, no 2º round, Reed tomou a iniciativa do combate, com tentativas de castigar Martínez. No entanto, a mexicana segurou a oponente e conseguiu se defender de maiores golpes no decorrer do assalto.

Por fim, no 3º round, ambas conseguiram derrubar uma a outra. No entanto, Reed se saiu melhor na sequência, com domínio nos golpes e na trocação. Dessa forma, a americana venceu por decisão unânime dos jurados.

Darian Weeks (USA) x Yohan Lainesse (CAN) – Duelo equilibrado entre dois outros lutadores da América do Norte

Primeiramente, Lainesse começou bem, com alguns socos, ainda que tímidos. No entanto, em seguida, sofreu resposta de Weeks, com golpes mais precisos e que deixaram o canadense a balançar. No final, os dois lutadores diminuíram a intensidade nos instantes derradeiros.

No 2º round, Weeks começou mais ativo e pressionando Lainesse, ao ponto de derrubar o oponente. Em seguida, o americano chegou a erguer o canadense e levá-lo ao chão. No entanto, ficou pressionado por uma tentativa de imobilização de Lainesse.

Por fim, no último round, Lainesse dominou um pouco mais, com tentativas de golpes em pé. Assim, por decisão dividida dos jurados, Yohan Lainesse levou a melhor no combate.

Foto destaque: Divulgação/UFC 

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top