Resultados UFC Vegas 67 – Strickland x Imavov (14/01)

Payciuma Luiz | 14/01/2023 - 22:36

No primeiro evento do ano, neste sábado (14) o UFC Vegas 67, foi o palco de uma grande noite de MMA. Destaque para o confronto entre Sean Strickland x Nassourdine Imavov, além da presença dos brasileiros: Ketlen Vieira, Raoni Barcelos, Cláudio Ribeiro, Mateus Mendonça e Allan Nascimento. Confira, a seguir, os detalhes dos cards preliminar e principal do evento realizado no UFC Apex, em Las Vegas.

Resultados UFC Vegas 67

Card Principal – UFC Vegas 67

Sean Strickland x Nassourdine Imavov – A volta por cima de Strickland, em um duelo inesperado

De última hora, após a desistência de Kelvin Gastellum, Sean Strickland topou participar do UFC Vegas 67, e ainda como luta principal da noite contra Nassourdine Imavov. Strickland começou melhor e com mais variação de golpes, que castigaram, desde o início, o corpo do russo. Durante boa parte do combate, Imavov tentava reagir aos golpes de Strickland, mas o americano devolvia de forma mais pesada e marcante sobre o oponente.

Nessa altura da luta, não parecia que Strickland estava ali “frio” e sem o mesmo tempo de preparação do oponente. Perto do fim, o americano deu um pouco de trégua nos golpes e passou a defender mais, mantendo o controle do combate. No último round, foi o único momento em que Imavov demonstrou um pouco mais de suas habilidades, mas ambos já estavam bem esgotados e a decisão ficou nas mãos dos jurados.

Assim, de forma unânime, a vitória de Sean Strickland era inevitável de ser decretada, diante do apresentado nos cinco rounds do combate. O americano se recupera da derrota no final de 2022, quando, também na luta principal, levou a pior contra Jared Cannonier.

Dan Ige x Damon Jackson – Um deixou de perder, e o outro, de ganhar

Nos primeiros instantes de luta, Ige demostrou superioridade, com golpes mais precisos e mais contundentes sobre Jackson, que ficou refém da mão pesada do oponente e o fez perder o equilíbrio. Na sequência, pelo 2º round, Ige marcou a testa de Jackson, que começou a sangrar.

Por fim, o nocaute aconteceu antes do final do assalto, após um cruzado de esquerda perfeito, para encerrar com a sequência de derrotas de Ige, e a de vitórias de Jackson no UFC Vegas 67.

Punahele Soriano x Roman Kopylov – Massacre russo no 2º round

O início do combate foi de muita trocação entre os oponentes, com relativo equilíbrio no duelo. Em seguida, o 2º round se desenhou de uma forma diferente, com Kopylov desferiu golpes de todas as formas, forças e lados. Até que, após dois chutes bem encaixados, Kopylov finalizou a luta com sequência de socos, diante de Soriano, que estava no solo, para levar a vitória por nocaute técnico.

Ketlen Vieira x Raquel Pennington – americana supera a brasileira e mantém invencibilidade

A brasileira Ketlen Vieira até começou bem a luta, sendo superior no round inicial, com golpes mais precisos e, com banho de sangue na testa de Pennington, marcou o melhor desempenho da amazonense. No entanto, o 2º foi de remontada da lutadora do Colorado, com a americana mais precisa e controlando o combate até o final do médio-assalto.

Por fim, um último round bem equilibrado e movimentado, com o domínio do combate trocando de lado constantemente. Por decisão dividida dos jurados, a vitória ficou com Raquel Pennington, que chegou a 5ª vitória seguida no UFC.

Umar Nurmagomedov x Raoni Barcelos – a experiência falou mais alto

Não demorou muito e, com pouco mais de quatro minutos de luta, Umar Nurmagomedov, após errar uma joelhada e trocar chutes com o brasileiro, encaixou um cruzado de esquerda, que nocauteou Raoni e deu a vitória para o russo.

Card Preliminar – UFC Vegas 67

Javid Basharat x Mateus Mendonça – derrota brasileira para o afegão invicto no UFC Vegas 67

No começo do combate, Basharat preferiu a precaução, estudou os golpes de Mateus e se defendeu de boa parte deles com precisão. Em seguida, no 2º round, o brasileiro partiu para a especialidade: a luta agarrada, mas o seu ímpeto foi bloqueado pela boa defesa, novamente, do árabe.

Além disso, nessas quedas em busca do combate no solo, Basharat carimbou alguns golpes significativos, pelo fato de ficar sempre por cima nesse cenário. Por fim, no 3º round, o afegão apenas controlou o combate e levou a vitória, a 13ª no MMA, em 13 lutas, por decisão unânime dos jurados.

Abdul Razak Alhassan x Cláudio Ribeiro – brasileiro viu estrelas em sequência de golpes definitiva

Com um começo de luta em que predominou o duelo no corner, Alhassan se saiu melhor, sendo dominante nessa condição. Em seguida, no 2º round, o brasileiro Cláudio Ribeiro foi presa fácil, ao sofrer um soco de direita. Para finalizar, Alhassan combinou mais alguns golpes, que decretaram a vitória, por nocaute técnico, do lutador africano.

Mateusz Rebecki x Nick Fiore – em duelo de estreantes melhor para o contratado do Contender Series

Em duelo marcado pelo domínio amplo de Rebecki, o polonês controlou a luta no começo e, no final do 1º round, desferiu cotoveladas marcantes sobre Fiore. No restante do combate, Rebecki ficou por cima do oponente, no solo, onde garantiu os pontos necessários para a vitória, por decisão unânime dos jurados.

Allan Nascimento x Carlos Hernandez – apenas um round para a vitória brasileira no UFC Vegas 67

O domínio de Allan começou com um belo chute na altura do tórax do rival, Carlos Hernández. Na sequência, o brasileiro derrubou o oponente e conseguiu um mata-leão, que finalizou Hernández e decretou a vitória ainda no 1º round.

Dan Argueta x Nick Aguirre – Dominou e controlou

Com pressão desde o início, principalmente na luta agarrada, Argueta aplicou algumas quedas determinantes na parte inicial. Por outro lado, Aguirre desferiu também alguns golpes bem contundentes, mas não o suficiente para tomar o controle da luta. Dessa forma, sem grandes sustos além desses, Dan Argueta voltou a vencer no UFC Vegas 67.

Charles Johnson x Jimmy Flick – Duelo resolvido em um round

Pela primeira luta de 2023, Johnson abriu o combate explorando chutes à meia altura sobre Flick, que continuou com o domínio também na luta agarrada, no solo. Mesmo após sofrer uma queda, Johnson carimbou cotoveladas sobre Jimmy Flick, o que fez o árbitro interromper a luta, decretar nocaute técnico e vitória de Charles Johnson.

Foto destaque: Divulgação/UFC

Escrito por Payciuma Luiz
Setorista de MMA no Quinto Quarto e de futebol nos demais sites do NSN. @payciuma 24 anos de muita felicidade. Estudante de Jornalismo na UNIBRA.