Jones ovacionado e Gane vaiado marcam preparativos do UFC 285; veja detalhes

Igor Ribeiro | 02/03/2023 - 23:05

Parecia estar em casa. Protagonista do UFC 285, Jon Jones matou a saudade da torcida e foi ovacionado na coletiva oficial de imprensa antes do show, realizada nesta quinta-feira (2/3), na T-Mobile Arena, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O Bones encara Ciryl Gane pelo cinturão vago dos pesos-pesados (até 120,2kg) no sábado.

Em um dos momentos, ao ser questionado sobre o posto de GOAT (Greatest of All Time), Jones mostrou confiança e repassou a pergunta para a torcida, que concordou e gritou seu nome. Em seguida, o norte-americano agradeceu o carinho dos fãs e revelou já não ter mais o que provar em sua trajetória no MMA.

— O que vocês acham? Eu sou o melhor de todos os tempos? Agradeço o carinho. Amo a energia de vocês. Eu acho que Deus me abençoou com grande talento e é meu dever colocá-lo em jogo. Não tenho nada a provar, mas quero inspirar as pessoas no futuro. O sucesso não é uma coincidência, mas algo que você merece. E eu mereço o sucesso. Sei que terei uma grande vitória no sábado.

Bones também não fugiu das perguntas sobre o estilo de seu adversário. O norte-americano pregou respeito a Gane, mas apontou falhas no jogo do francês antes de luta pelo Ultimate.

— Eu respeito Ciryl Gane. De verdade. Falo com toda humildade, mas vejo muitos problemas. Ele sempre vai com os mesmos golpes e posições. Fora isso, percebi que ele não tem muito Wrestling e tenta fugir. Ele cai no jiu-jitsu ao invés de se defender de uma queda. Francis Ngannou conseguiu controlar durante muitos minutos, mesmo não sendo especialista. Ele tem duas falhas: jiu-jitsu e wrestling.

Ciryl Gane é vaiado pelo público

Tido como um vilão de filme para os fãs locais, Ciryl Gane foi vaiado em boa parte de suas respostas na coletiva. O francês, no entanto, não se importou com os xingamentos e revelou gostar da energia contrária. Ele ainda declarou que precisou adaptar seu estilo de jogo para encarar Jones.

— Gosto da energia que estão colocando. Tive que reformular todo meu estilo de treinamento. Ele está três anos sem lutar, mas é uma oportunidade rara. Será uma guerra. É um cara alto, trabalhou por três anos e ainda é rápido. É exatamente o tipo de atleta que eu estava esperando enfrentar

‘O melhor’

Presente na coletiva de imprensa, Dana White, também não ficou em cima do muro ao analisar Jon Jones. O presidente do UFC cita tentativa fracassada de tirar a única derrota de Bones, que aconteceu por desclassificação por cotoveladas ilegais desferidas contra Matt Hamill, e colocou o norte-americano como o melhor lutador a entrar em ação no octógono.

— Ele está invicto. Deveria estar 27-0 e eu tentei alterar isso (derrota por desclassificação). Se você ver contra quem ele lutou, vai se impressionar. É inquestionável que ele seja o melhor de todos os tempos. É incrível o que ele já fez.

Jon Jones x Ciryl Gane

Jon Jones e Ciryl Gane se enfrentam pelo título vago dos pesos-pesados (até 120,2kg.). O norte-americano volta ao octógono após três anos e estreia em uma nova categoria. Já o francês tenta vestir seu primeiro cinturão linear na organização.

Além de Jones e Gane, o show ainda conta com outras 13 lutas, incluindo a disputa de cinturão das moscas (até 56,7kg.) entre Valentina Shevchenko e Alexa Grasso.

Confira a primeira encarada entre Jon Jones e Ciryl Gane

Escrito por Igor Ribeiro
Igor Ribeiro é especialista em lutas e MMA e começou a carreira na área como redator e repórter do site Super Lutas, até se tornar coordenador. Foi reporter do Quinto Quarto até julho de 2023.