Ciryl Gane desabafa sobre os bastidores da derrota para Jon Jones no UFC

Igor Ribeiro | 26/07/2023 - 16:30

Ciryl Gane revelou como foi enfrentar o seu maior desafio no MMA: a luta contra Jon Jones pelo cinturão dos pesos-pesados (até 120,2 kg) do UFC, que aconteceu em março deste ano pela edição de número 285.  

Em entrevista ao site La Sueur, Gane contou como foi perder por finalização para o norte-americano, considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos. Ele diz que, após sentir a frustração, se recolheu e chorou.

— Não gosto de perder. Então isso definitivamente me afetou. Eu lembro que chorei… […] depois veio a fase do contragolpe, do cansaço, onde veio o primeiro golpe forte, que é a derrota. Continuo sentado. Eu recuso. Estou lá no modo ‘não, não é possível, é um pesadelo’. Fiquei muito chateado comigo mesmo. Então houve muito pensamento. Peguei o avião. Voltei para a França. E houve a reação. É aqui que eu me encolho —

Ciryl Gane tenta se recuperar de derrota para Jon Jones no UFC 

Ciryl Gane x Jon Jones. Foto: Icon Sport
Ciryl Gane x Jon Jones. Foto: Icon Sport

Ciryl Gane tem um cartel de 11 vitórias e duas derrotas no MMA profissional. Ele estreou no UFC em 2019 e venceu sete lutas seguidas, sendo dois por nocaute e duas por finalização. O francês se credenciou para disputar o título vago dos pesos-pesados em duas oportunidades, mas perdeu para Francis Ngannou e Jon Jones. 

O lutador, agora, está se preparando para encarar Sergei Spivac em 2 de novembro. Ele ocupa a primeira colocação até 120,2 kg, atrás apenas do campeão. 

Jon Jones é considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos. Ele foi campeão dos meio-pesados (até 93 kg) do UFC por duas vezes, tendo defendido o cinturão 11 vezes no total. O Bones subiu de categoria e finalizou Ciryl Gane. 

Jon Jones deverá enfrentar Stipe Miocic em novembro em sua primeira defesa do cinturão dos pesados do UFC. Miocic é o ex-campeão da categoria, que perdeu o título para Francis Ngannou em 2021. 

Escrito por Igor Ribeiro
Igor Ribeiro é especialista em lutas e MMA e começou a carreira na área como redator e repórter do site Super Lutas, até se tornar coordenador. Foi reporter do Quinto Quarto até julho de 2023.