COLUNAS

Anderson Silva: a poética trajetória do Aranha no Silva-Verse

Anderson Silva: a poética trajetória do Aranha no Silva-Verse

Antes de mais nada, uma das maiores lendas da história do MMA e, porque não, do esporte, já deixou os octógonos. Neste ínterim, Anderson Silva, o Spider, Aranha, brasileiro, paulistano, negro, migrou para o boxe e segue sendo sucesso. Decerto, aos 46 anos, o Aranha já está mais próximo dos cabelos brancos e rugas do que de um cinturão. Contudo, o impossível não é uma palavra no dicionário desta lenda. Portanto, confira esta poética coluna Desbravando Lendas sobre o maior lutador que o mundo do MMA já ousou ver. Aliás, grandes nomes todo esporte tem, mas destes que escalam duelos épicos, bem como cheios de magia, só Anderson.

Anderson Silva: a poética trajetória do Aranha no Silva-Verse

Ladies and Gentlemen, preparem-se para confronto: o show vai começar!
Existe poesia nas artes marciais: Anderson Silva, em ultimato, vai lutar
Com um Sensor Silva apurado e muito técnico, é quase que invulnerável
Com sua elasticidade, velocidade, potência e eficácia, o Spider se mostrou imparável

Antes de tudo, quando pequeno, Anderson foi picado pelas artes marciais
Seu corpo foi sofrendo mutações técnicas, moldando um super-herói
Sem porte atlético, tem canela fina, corpo franzino, voz de criança e de fala mansa
O mascarado bate “vilões” apenas no cage, fora dele é o Amigo da Vizinhança

Cabeça de Teia Careca atira e cria golpes de maneira espetacular
Com movimentos de Bruce Lee e Muhammad Ali, Silva foi esculpido para o MMA
Seu Venom foi Vítor Belfort, seu Duende Verde foi Chael Sonnen
Não teve Batcinto, mas teve cinturão, sendo este sua Gwen Stacy ou Mary Jane

Mais Spider

Fugazi, esquiva, golpe e contra-golpe, nocaute, finalização e joelhada voadora
Anderson Silva vende, encanta, dança, pinta e borda de forma encantadora
O mundo para só para te ver lutar! Suas acrobacias, guarda baixa e esquivas são de arrepiar
Taekwondo, Capoeira, Kung Fu, Aikido, Boxe, Judô e BJJ são pura poesia: contagia

Dessa forma, pós-Sonnen, tornou-se conhecido, depois de Belfort tornou-se uma lenda
Mas “com grandes poderes vem grandes responsabilidades”
Anderson parecia inalcançável, num patamar acima, em outro universo
Herói, porém humano. Apesar de ter fraquezas e a idade ser uma delas, tinha legado!

Portanto, no panteão de Jesse Owens, Pelé, Muhammad Ali, Michael Jordan e Usain Bolt
Chegou Anderson Silva, como vem chegando Lewis Hamilton, LeBron James e Neymar
A lenda do Brasil no MMA está próxima de se aposentar e nos deixar apenas lembranças
Por fim, vídeos, memórias, nostalgias e a esperança de um novo Anderson De Volta ao Lar

Foto destaque: Divulgação / Quinto Quarto

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top