Patrick Mahomes x Joe Burrow: Um deles está invicto no duelo

Marcelo Cartaxo | 25/01/2023 - 14:58

Apesar de jogarem em times diferentes, na mesma posição, e em momento algum se encontram em campo, Joe Burrow é uma pedra no sapato de Patrick Mahomes. Até aqui são três jogos em que ambos estiveram em campo como titulares e três derrotas de Kansas City. A mais recente foi na temporada regular 2022/23. Saiba mais.

Patrick Mahomes ainda não sabe o que é vencer os Bengals com Joe Burrow

Desde sua chegada na NFL, Patrick Mahomes vem mostrando tremenda evolução e atualmente é o favorito ao prêmio de MVP, mas com o passar dos anos um rival foi surgindo na AFC, os Bengals. Joe Burrow não teve uma temporada de calouro já que se lesionou em uma das primeiras partidas, ficando o resto do ano de fora. Nesse sentido, Cincinnati cumpriu com o papel que vinha exercendo a anos: ser um dos times com mais derrotas na liga e perder os Playoffs.

O primeiro jogo de Chiefs x Bengals

Tudo muda no draft de 2021, em que os Bengals selecionam Ja’Marr Chase, WR vindo de LSU, faculdade que Burrow jogou e dominou o esporte em seu tempo como estudante. A dupla unida deu aos Bengals uma chance de sonhar com algo a mais, mas os torcedores não sabiam que seria tão rápido. No fim daquela temporada os Chiefs viajaram até Cincinnati para jogar uma partida em tese tranquila, dado a disparidade de elenco. Contudo, se vencessem, os Bengals seriam campeões de divisão, e uma virada histórica aconteceu.

No intervalo, o mandante perdia por 28 x 17, mas no segundo tempo dominou todas as ações nos dois lados da bola. 7×0 no terceiro quarto e 10 x 3 no segundo com um FG de Evan McPherson para a vitória.

A Final da AFC

Chegando como a zebra dos playoffs, Cincinnati apareceu aos poucos, vencendo Raiders e Titans, até que chegou a hora de mais uma vez na mesma campanha de estar diante dos Chiefs de Mahomes, Kelce, Hill, Mathieu, Jones, Clark, Bolton, Phenton e Sneed.

Joe Burrow e companhia chegam no Arrowhead e controlam as ações antes do intervalo. No primeiro quarto foi 7 x 3 para o visitante, e no segundo 14 x 7. Entretanto, os Chiefs que sempre se mostraram uma grande força jogando em casa não pararam de responder e fizeram 11 x 0 na volta do intervalo. Em suma, os últimos 15 minutos terminou empatado, tanto no quarto com 3 x 3, quanto na partida por 24 x 24.

Anteriormente Kansas City já havia levado vantagem na prorrogação vencendo no “cara ou coroa” contra os Bills, anotando um touchdown e sequer deu chance de Josh Allen responder. Agora, mais uma vez venceu no giro da moeda, mas em vez de lançar um touchdown acabou entregando a bola para o adversário em uma INT de Von Bell. Nesse ponto, um FG vencia a partida e Burrow tendo um dos melhores kickers da pós temporada até ali não hesitou em ganhar terreno apenas para posicionar McPherson, cujo converteu o chute e levou Cincinnati para o primeiro Super Bowl em mais de 30 anos.

3º encontro e mais uma vitória de Cincinnati

Em 2022, o ano foi chegando ao fim e dezembro proporcionou mais um jogo interessante entre Chiefs x Bengals. A saber, o placar foi o mesmo da final de conferência da temporada anterior, e novamente os Bengals remontaram. KC começou perdendo por 7 x 3 mas logo em seguida anotou um touchdown antes do intervalo para deixar o jogo em 14 x 10. Em seguida, voltou do vestiário e venceu o 3° quarto por 11 pontos de diferença (14 x 3), mas acabou sofrendo a virada quando não anotou nenhum ponto no último período. Em suma, um touchdown dos Bengals e novamente Evan McPherson vencendo o jogo com um field goal deu a vitória à Joe Burrow e companhia.

Time dos Bengals comemorando o field goal derradeiro de Evan McPherson contra os Chiefs. Foto destaque: Divulgação/ NFL

Foto destaque: Divulgação/ CBS sports

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.