NFL: ‘Jogada do ano’ dá recorde para Jalen Hurts, dos Eagles

Victor Francisco | 25/12/2023 - 22:10

O Tush Push, a jogada mais falada e controversa do ano, garantiu ao quarterback dos Eagles um importante recorde na vitória do time da Filadélfia contra os New York Giants nesta segunda de Natal. O touchdown marcado com o empurrão mais manjado da temporada foi o 15º de Hurts em 2023, o que garante o recorde de maior número de touchdowns corridos marcados por um quarterback em uma única temporada. O recorde anterior era de Cam Newton, na época em que ele era o ‘Superman' do Carolina Panthers.

Eagles voando rumo aos playoffs em alta

Os Eagles chegaram até a redzone após um retorno de punt extremamente efetivo. O running back D'Andre Swift, em seguida, deixou o time a uma jarda da endzone. E aí, ninguém precisa adivinhar o que aconteceu… Tush Push all the way, com Jalen Hurts. Após o ponto-extra, 7 a 0 para os Eagles.

Os Giants descontaram na campanha seguinte, com três pontos do veterano kicker Mason Crosby. Os Eagles responderam em seguida e, mesmo com um snap errado, chegaram novamente na linha de goal. Os Eagles tiveram um touchdown anulado antes do fim do primeiro quarto, em uma linda jogada do running back Swift.

No início do segundo quarto, os donos da casa tiveram que se contentar com três pontos, obtivos pelo chute de Jake Elliott: 10 a 3 Eagles. Sem efetividade no ataque, os Giants devolveram a bola para o ataque local, que fez mais um touchdown, desta vez de passe, com DeVonta Smith. Novo chute certeiro e 17 a 3 no placar.

Os Giants tentaram chegar até a redzone com uma segunda tentativa de quarta descida, mas sofreram um tackle for loss impactante. Os Eagles aproveitaram e fizeram mais três antes do intervalo, com Elliott – 20 a 3.

No terceiro quarto, Tyrod Taylor entrou no lugar Tommy DeVito como quarterback dos Giantes e as coisas pareciam que iam melhorar. Após um fumble bizarro dos Eagles, o time de Nova York já começou atacando na redzone e as corridas de Saquon Barkley levaram ao touchdown visitante – 20 a 10, após o ponto-extra.

Os Giants marcaram mais uma vez antes do fim do terceiro quarto, em uma linda pick six de Adoree Jackson. E os visitantes foram para dois pontos, em vez do chute de ponto-extra, em um wildcat misturado com tush-push de Barkley: 20 a 18, ainda com os Eagles à frente.

O começo do último quarto, no entanto, freou os nova-iorquinos, com Swift correndo para a endzone e ampliando para o time de Filadélfia. Após o chute, 27 a 18 para os Eagles.

Faltando seis minutos, os Eagles ampliaram para 30 a 18 em novo field goal de Elliott. A resposta de Nova York veio na campanha seguinte, em um lindo touchdown de passe de Taylor para o wide-receiver Darius Slayton: 30 a 25, depois do chute.

E antes do jogo acabar, faltando um pouco mais de um minuto, os Eagles garantiram a vitoria em mais um field goal de Elliott: 33 a 25.

Quem mais está nos playoffs, além dos Eagles?

O Philadelphia Eagles (11-4) já estavam garantidos nos playoffs e elevam o moral para a fase de mata-mata, triunfando após três jogos sem vitórias. O New York Giants (5-10) agora têm menos de 1% de chance de avançar.

Também estão nos playoffs o Baltimore Ravens e o Miami Dolphins (AFC) e San Francisco 49ers, Detroit Lions e o Dallas Cowboys (NFC). Eliminados, sem chance matemática alguma, estão o New England Patriots, o Los Angeles Chargers, o Tennessee Titans e o New York Jets (AFC) e Carolina Panthers, Arizona Cardinals e Washington Commanders (NFC).

Escrito por Victor Francisco
Campeão Brasileiro de Futebol Americano pelo Corinthians Steamrollers (2011), Victor é jornalista, com experiência na área esportiva como Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League. É fundador da plataforma de mídia Salão Oval, destinada ao futebol americano no Brasil. Foi narrador e comentarista do futebol americano praticado no Brasil no BandSports, Fox Sports, Globo Esporte.com e ESPN.