NFL: astro surpreende, investe em time inglês e explica motivo

Igor Ribeiro | 01/05/2023 - 17:30

O que um antigo astro da NFL teria a ver com uma tradicional equipe da Premier League, principal liga da Inglaterra? No caso de JJ Watt, a resposta é clara: um investimento pesado.

Watt, que se tornou lenda do futebol americano ao atuar como defensive end no Houston Texans e Arizona Cardinals, firmou parceria com sua esposa, Kealia Watt — meio-campista da seleção dos Estados Unidos de futebol, para investir no Burnley, equipe inglesa que voltou à elite após ser campeã da EFL Championship.

VEJA TAMBÉM

+ Luto na NFL: filha de astro dos Buccaneers morre aos 2 anos

++ NFL: Philadelphia Eagles faz draft dos sonhos e se destaca por escolhas

— Quando você coloca seu dinheiro em um clube que existe desde 1882, isso significa que você o respeita muito por sua história e tradição. Entendemos que não investimos apenas no treinador, mas na cidade e no povo. Temos uma responsabilidade e levamos à sério, trabalhando duro para conquistar a confiança e apoio de todos —, disse Watt, em comunicado oficial.

Da NFL para o futebol: o motivo

Eleito o melhor defensor da NFL por três temporadas, JJ explicou o motivo de ter apostado no sucesso do futuro de Burnley. Ele aposta que, com torcedores incríveis e um aporte maior, a tradicional equipe pode ter seu patamar elevado.

— Acredito que o Burnley seja um clube especial e com torcedores incríveis. Quero continuar elevando o perfil global da equipe em seu retorno à Premier League —, concluiu.

Provável membro do Hall da Fama da NFL, JJ Watt competiu por 12 anos e anunciou aposentadoria em janeiro. Sua esposa, Kealia, teve destaque no Chicago Red Stars e atuou pela seleção de seu país em três oportunidades.

Já o Burnley fez uma temporada de sucesso. Com 98 pontos, a equipe disparou na primeira colocação e já é campeã da temporada — que tem apenas mais um jogo a ser disputado. Na competição, ela conquistou 28 vitórias, além de 14 empates e apenas três derrotas. Ela faz sua despedida contra o Cardiff City, em 8 de maio.