R$ 175 milhões fazem Kerr e os Warriors baterem recorde na NBA

Marcelo Cartaxo | 24/02/2024 - 00:23

O técnico do Golden State Warriors, Steve Kerr, assinou uma extensão contratual para mais dois anos com a franquia de San Francisco.

Com o contrato de dois anos para um total de US$35 milhões (R$ 174.8 milhões), Kerr agora é o técnico mais bem pago na história da NBA, com uma média salarial de US$ 17,5 milhões (R$ 87.4 milhões) por temporada, algo jamais visto na liga anteriormente.

Kerr estava em seu último ano de contrato com o Golden State Warriors. Em uma temporada apática da franquia com Klay Thompson virando reserva na equipe, Draymond Green lidando com suspensão e irregularidade na conferência oeste, o técnico dos Warriors parecia que deixaria o time sem antes uma última corrida pelo título.

Com quatro títulos de campeão como treinador e outros cinco como jogador na década de 90 jogando pelo lendário time do Chicago Bulls de Michael Jordan e posteriormente pelos Spurs, Kerr é um dos jogadores que se tornaram técnicos mais bem sucedidos na história da NBA.

A renovação de Kerr para exatos dois anos não é por acaso

O técnico dos Warriors renovou por mais duas temporadas – além desta – e isso coincide com o término do vínculo entre Stephen Curry e a franquia pela qual foi campeão quatro vezes da NBA.

Em 2026, Stephen Curry se tornará agente livre irrestrito. Ou seja, poderá assinar com qualquer time da liga. Aos 35 anos, Curry ainda mostra boa forma física, e com a chegada de novos jogadores nos Warriors nas próximas janelas de trocas e recrutamento, pode optar por estender mais ainda o vínculo com Golden State.

O impacto de Curry na folha salarial da equipe na temporada que vem será perto dos US$ 60 milhões (R$ 299.7 milhões), mas com o teto de gastos de cada equipe sendo flexível na medida em que caso ultrapassem o salary cap a punição seja uma multa, a possibilidade de um novo vínculo não é descartado.

Contudo, um contrato futuro deve custar alguns milhões de dólares à mais do que Curry recebe hoje, e o tempo de vínculo seria menor visto que o jogador terá 38 anos.

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.