Ídolo dos Warriors, Klay Thompson desabafa sobre ser reserva: ‘É difícil’

André Merice | 06/02/2024 - 10:28

Além do momento ruim do Golden State Warriors na temporada 2023-24 da NBA, o técnico Steve Ker vai precisar lidar com mais um problema: o moral dos jogadores. Após ser deixado de fora da escalação final pelo segundo jogo consecutivo, durante a vitória do Golden State Warriors sobre o Brooklyn Nets na noite da última segunda-feira (5), Klay Thompson comentou sobre o como se sente em não estar em quadra nos minutos finais do jogo.

Em entrevista após o jogo contra os Nets, Thompson admitiu que tem sido ‘muito difícil' assistir a momentos cruciais do lado de fora, após uma mudança na rotação da equipe feita pelo técnico Steve Kerr.

— Sim. Você está brincando comigo? Passar de, você sabe, um dos melhores jogadores… é difícil para qualquer um — disse Klay, quando questionado sobre uma mudança de posição.

Na vitória sobre o Brooklyn Nets, Thompson foi substituído por Moses Moody. O técnico Steve Kerr optou por manter Thompson no banco, dando oportunidades para jogadores menos experientes, como o brasileiro Gui Santos, fecharem o minutos finais.

Essa não é a primeira vez que Thompson foi deixado de fora de momentos cruciais dos jogos da NBA. Kerr tomou uma decisão semelhante na partida contra o Memphis Grizzlies e novamente diante do Brooklyn Nets. Wiggins, que estava ausente devido a uma lesão no tornozelo, também não jogou ontem (5), mas Kerr optou por não trazer Thompson de volta para a reta final da partida.

— Ele está bem. Esta é uma temporada em que ele teve muitos altos e baixos. Não é fácil para um cara que tem sido tão bom e um jogador do Hall da Fama lidar com as lesões e… nunca é fácil para nenhum jogador envelhecer. [Mas] ele é mentalmente forte — comentou Steve Kerr.

Klay Thompson elogia Gui Santos, que tem noite de gala em vitória dos Warriors na NBA

Apesar de toda a situação, Klay Thompson demonstrou maturidade ao aceitar seu novo papel nos Warriors e expressou apoio aos jovens jogadores do elenco. Ele ainda aproveitou para elogiar o desempenho do brasileiro Gui Santos e se mostrou feliz pela oportunidade dada aos companheiros mais novos.

— Eu aceitei. Eu poderia estar bravo, mas estou feliz por esses jovens, honestamente. Sim. Vencemos. E é difícil conseguir vitórias nesta liga. [Santos] jogou muito. Estou feliz pelo Gui. Quer dizer, incrível. Ele está na [G League], para vir aqui e causar um impacto como esse? Incrível — finalizou Klay.

Escrito por André Merice
No Quinto Quarto desde janeiro de 2021, André Merice cursa o 7º período de jornalismo na Universidade de Ribeirão Preto. Apesar de ser torcedor do São Paulo Futebol Clube, André se encontrou na área dos esportes americanos e hoje se tornou torcedor LeBron James e um admirador de Stephen Curry, o "Víbora".