NBA: Após ser trocado ‘ao vivo’, Patrick Beverley leva susto e tem reação inusitada

Otávio Silva | 08/02/2024 - 19:30

Como de costume, o último dia do período de trocas na NBA movimentou o mercado. Com nomes de destaques trocando de franquia, algumas equipes conseguiram bons acordos para se reforçar pensando na segunda metade da temporada.

Mas, uma troca em especial chamou a atenção nesta quinta-feira (8), durante a trade deadline. O ex-armador do Philadelphia 76ers, agora jogador do Milwaukee Bucks, Patrick Beverley, estava ao vivo no seu podcast “The Pat Bev Podcast“, quando descobriu que deixaria a franquia da Philadelphia para se juntar aos Bucks. As reações do jogador foram flagradas pelas câmeras.

O jogador ainda revelou que teve uma conversa recente com o gerente de operações dos Sixers, Daryl Morey, durante uma viagem da equipe à Denver para enfrentar os Nuggets. Naquele jogo, a franquia de Philadelphia acabou sendo derrotada por 111 a 105, o armador esteve em quadra por 37 minutos, e anotou 17 pontos e 11 assistências.

— Quando fomos jogar em Denver, eu perguntei a Daryl Morey: ‘ei, eu vou ser trocado?' Ele me disse: ‘não, você não, é claro que não' — revelou Patrick Beverley em seu podcast.

Aos risos, o armador ainda responde uma brincadeira feita pelo co-host do podcast, que perguntou se Daryl Morey era “um mentiroso”, fazendo referência à frase dita por James Harden antes de deixar a franquia, no início da temporada.

— Vou te falar uma coisa: Fiz parte de uma grande troca que acabou de acontecer para um time que quer ganhar. E eu quero ganhar um título agora. E eu tenho a chance disso — finalizou Beverley.

Casos de Família: Beverley vai precisar resolver inimizades em novo time na NBA

Agora no Milwaukee Bucks, Patrick Beverley vai ser companheiro de equipe de dois jogadores dos quais teve alguns problemas num passado recente: Giannis Antetokounmpo e Damian Lillard. As duas principais estrelas de Milwaukee tem histórico de “problemas” com o novo companheiro, que é conhecido pelas provocações durante os jogos, o famoso trash talk.

Ainda durante o podcast, Beverley ligou para um amigo e perguntou quais jogadores no atual elenco dos Bucks ele tinha desavença. Aos risos, ele disse que agora terá “reatar a amizade com Lillard” se quiser ser campeão.

— Vou ter que reatar a amizade com Dame [Damian Lillard]. É hora de vencer um título — disse o armador.

Na temporada passada, quando ainda defendia o Los Angeles Lakers, Patrick Beverley foi visto provocando o então armador do Portland Trail Blazers, Damian Lillard, durante a vitória do time de LA por 121 a 112. Provocador nato, Pat Bev passou boa parte do jogo tentando tirar Lillard do sério. E, a julgar pelo resultado do jogo, parece que a provocação surtiu efeito.

Embora não tenha feito uma partida louvável quando o assunto são os números apresentados no jogo, já que o armador contribuiu com apenas 4 pontos em 29 minutos, Beverley fez questão de imitar a famosa comemoração de Lillard em direção ao jogador.

Mais recentemente, o jogador resolveu provocar Giannis, logo depois da partida que colocou o grego na história do Milwaukee Bucks. Contra os Pacers, no início de dezembro, Giannis anotou 64 pontos, o maior número de um jogador com a camisa dos Bucks. Como recordação, queria levar a bola do jogo para casa, mas se irritou quando descobriu que ela havia sido “roubada”.

Em seu podcast, o jogador provocou o grego e afirmou que furaria a bola caso Giannis tivesse marcado os 60 pontos contra ele e sua equipe.

— Eu faria um furo naquela bola. Me venceu? Fez 60 pontos na minha cabeça? Beleza, tu pode ter a bola, mas eu iria rasgar como uma laranja. Faria pedaços. Quer a bola? Toma. Ainda assinaria — provocou o jogador.

Na atual temporada, Patrick Beverley esteve em quadra em 47 jogos com a camisa do Philadelphia 76ers, cinco deles como titular. As médias, no entanto, não agradaram a diretoria do 76ers. Beverley tem apenas 6.3 pontos, 3.1 rebotes e 3.1 assistências por jogo.

Escrito por Otávio Silva
Estudante de jornalismo que já passou por grandes portais como Torcedores e Minha Torcida e atualmente no Quinto Quarto. Já contribui para matérias e entrevistas em mais de oito países pelo mundo. Apaixonado por NFL, NBA e, é claro, futebol.