Pelicans aproveitam presságio de eclipe solar e apagam Suns em Phoenix

Victor Romualdo Francisco | 07/04/2024 - 22:48

Amanhã (8), ocorrerá um eclipse solar no hemisfério norte, o que talvez não trouxesse bons presságios para uma equipe com o nome Suns. E, mesmo jogando em casa, o time de Phoenix foi surpreendido pelo New Orleans Pelicans, que virou a partida e soube se recuperar mesmo diante da pressão no final do jogo.

Zion Williamson, jogador que vem sendo criticado na temporada por sua inconstância, fez bonito hoje, com um duplo-duplo de respeito: 29 pontos e 10 rebotes. Em coletiva pós-jogo, Zion comentou sobre como foi decisivo no último quarto, falando o que em bom português seria “toca pra mim que eu resolvo”. O craque do time foi desfalque na partida anterior devido a uma lesão no dedo, quando os Pelicans foram derrotados em San Antonio.

 

Mas o cestinha dos Pelicans foi CJ McCollum, com 31 pontos. No entanto, o principal marcador da partida esteve do lado derrotado. Os 33 pontos de Bradley Beal não foram suficientes para ajudar o time do Arizona a sair triunfante e o placar final da partida foi mesmo 113 a 105 para a equipe da Louisiana.

O que vem por aí para Pelicans e Suns na NBA?

Os times estão disputando vitória a vitória a importante sexta posição da Conferência Oeste, que garante a classificação direta para os playoffs, sem o tão temido play-in.

Para o time de Nova Orleans, a vitória foi importantíssima, já que a equipe tem pela frente os Lakers, Kings e Warriors, adversários difíceis. O único acessível seria o Portland Trail Blazers, adversário da próxima terça, fora de casa.

Os Suns, que estavam embalados por três vitórias antes da derrota de hoje, também não terão vida fácil para tentar ficar na sexta posição. A agenda do time está cheia de jogos complicados, pois encaram o Los Angeles Clippers duas vezes, além dos Kings e Mavericks.

Escrito por Victor Romualdo Francisco
Antes de ser coordenador de conteúdo do Quinto Quarto, Victor Francisco atuou por 18 anos em comunicação corporativa. Paralelamente, foi criou o projeto Salão Oval, maior plataforma de comunicação dedicada ao futebol americano nacional (FABR). Foi campeão brasileiro pelo Corinthians Steamrollers (2011). Narrou e comentou o esporte no BandSports, Fox Sports, Globo Esporte e ESPN. Também atuou como Social Media para a Premier League e FIVB (Federação Internacional de Voleibol).