NBA suspende Murray de jogo decisivo contra Celtics por ‘peitar’ árbitro

Pedro Rubens Santos | 24/04/2023 - 18:45

Dejounte Murray, do Atlanta Hawks, está fora do jogo 5 contra o Boston Celtics pela primeira rodada dos playoffs da NBA.

A liga decidiu punir o armador dos Hawks por “fazer contato inapropriado” com um árbitro ao final do jogo 4 da série, disputado no domingo (23), na State Farm Arena.

A NBA também informou, em comunicado oficial, que o jogador “abusou verbalmente” do juiz Gediminas Petraitis e, por isso, recebeu o gancho de um jogo sem direito a pagamento.

O confronto terminou com derrota dos Hawks, a terceira em quatro jogos na série. Isso significa que a próxima partida, marcada para terça-feira, é decisiva para a equipe. Se perder novamente, o time de Atlanta estará eliminado da temporada.

VEJA TAMBÉM

+ NBA revisa falta de Brooks em LeBron e toma decisão sobre Jogo 4

++ De’Aaron Fox sofre fratura e preocupa Kings nos playoffs

Portanto, o técnico Quin Snyder não contará com uma de suas principais estrelas para o importante duelo. Murray anotou 23 pontos no último jogo, além de nove rebotes e seis assistências.

Punições anteriores da NBA

A liga tem um histórico de castigos duros contra jogadores que afrontam a arbitragem — o próprio Murray, quando estava no San Antonio Spurs, já foi multado em US$ 20 mil (cerca de R$ 101 mil, na cotação atual) após ser expulso de um jogo contra o Memphis Grizzlies.

Na ocasião, o armador discordou da decisão da arbitragem e, antes de deixar a quadra, jogou uma bola na perna de um dos juízes para demonstrar o descontentamento.

Em março, Luka Doncic foi multado em US$ 35 mil (cerca de R$ 177 mil) por insinuar que os árbitros do jogo contra o Golden State Warriors foram comprados.

No começo da temporada regular, Grant Williams, dos Celtics, foi suspenso por um jogo por fazer contato físico contra um juiz quando foi expulso do confronto com o Chicago Bulls.