NBA: gerente-geral revela a prioridade dos Lakers na free agency

Samir Mello | 08/07/2023 - 17:15

Nem Kyrie Irving, nem Bradley Beal, nem Chris Paul. Em uma off-season em que grandes nomes estiveram disponíveis, o Los Angeles Lakers foi contra o seu histórico de caçar estrelas e decidiu apostar em continuidade e na profundidade de seu elenco. Tanto foi assim, que Rob Pelinka surpreendeu ao revelar qual era a prioridade da franquia californiana neste período.

Segundo o gerente-geral, os Lakers se concentraram em manter Austin Reaves no elenco. O jogador se transformou em uma das peças mais importantes do time no fim da temporada e, com um contrato convidativo, iria inevitavelmente atrair o interesse de outras equipes.

– Austin foi a nossa primeira ligação quando o relógio bateu 15h e era permitido entrar em contato com ele e seus agentes. Ele disse para nós no fim da temporada que realmente queria ser um Laker e eu acho que ele tuítou no outro dia ‘Laker para sempre’. Dito isso, eu acredito que era importante para nós enquanto organização respeitar o seu momento para que ele experimentasse o que estava disponível para ele enquanto agente livre. Nós nunca queremos apressar a decisão de ninguém ou retirar as opções de um jogador, mas queríamos muito renovar com ele –, revela Pelinka.

– Eu acho que você poderia notar que o desejo dele era ser um Lakers depois que ele passou por todo o processo e nós voltamos a contactar seus agentes. Ficamos felizes que o processo foi bem tranquilo e conseguimos renovar com ele –, concluiu.

Austin Reaves e os Lakers entraram em um acordo no valor de US$ 56 milhões por quatro anos, o valor máximo que Los Angeles poderia oferecer a ele.

Estratégia dos Lakers na free agency

Quando a temporada dos Lakers parecia perdida, o GM Rob Pelinka fez uma troca que mudou os rumos da equipe: adquiriu D'Angelo Russell, Jarred Vanderbilt e Malik Beasley do Minnesota Timberwolves e mandaram Russell Westbrook para o Utah Jazz. A transação, junto da ascensão de Austin Reaves, colocou a franquia de volta aos rumos.

Nesta off-season, em vez de ir atrás de grandes nomes, como Kyrie, Beal e CP3, os Lakers optaram por renovar as peças que já estavam no elenco, além de ir atrás de outros ‘operários do basquete', como Taurean Prince, Gabe Vincent e Cam Reddish, entre outros.