Mercado NBA: Warriors têm nomes para fechar última vaga do elenco

Pedro Rubens Santos | 13/07/2023 - 16:00

Após um mercado agitado na NBA, o Golden State Warriors praticamente fechou seu elenco para a próxima temporada. Com 12 nomes sob contrato e mais um prestes a assinar — Dario Saric, ex-Oklahoma City Thunder — sobrarão duas vagas no elenco. Mas a expectativa é que o time preencha apenas uma delas.

O motivo para isso são os gastos excessivos da organização, a que mais investe em salários entre os 30 times da liga. Atualmente, o time lidera a lista daqueles com as finanças mais comprometidas, graças à luxury tax — uma taxa paga pelos times que excedem o teto salarial da liga redistribuída entre as outras equipes —, segundo o Sportrac.

LEIA MAIS

+ Wembanyama sonha alto e quer superar LeBron James e Magic Johnson na NBA

+ Novo chefão dos Warriors abre o jogo sobre saída de Jordan Poole

A tendência é que os Warriors, como time que mais gasta na NBA, assinem com apenas um jogador para complementar o elenco atual. E não há pressa para isso. De acordo com fontes da equipe ouvidas pelo The Athletic, a posição é esperar por uma boa oportunidade em meio a um mercado limitado em opções.

No entanto, foi noticiado o interesse em Kenyon Martin Jr., ala que recentemente fechou contrato com o Los Angeles Clippers. Ele defendeu o Houston Rockets nas últimas três temporadas da NBA e esteve na mira do time de Steve Kerr para se juntar ao grupo que chegou até as semifinais da Conferência Oeste em 2023.

Outros nomes mencionados pelo The Athletic foram os dos pivôs Alex Len e Mason Plumlee, já que os Warriors ainda não têm um reserva consolidado para Kevon Looney. Eles não chegaram a receber uma oferta formal de Golden State, mas foram caminhos pensados pela organização para reforçar o elenco.

Últimas vagas do elenco dos Warriors na NBA 

O Golden State Warriors deve fechar o elenco para a temporada 2023-24 com uma contratação e dois jogadores com contratos de duas vias, possivelmente vindos da Summer League.

Gerente geral da franquia, Mike Dunleavy falou sobre a posição de pivô e como o time pode endereçar essa necessidade durante a offseason.

— Temos que ter cuidado com o jeito que jogamos e a forma como a liga funciona. Trazer alguém que só é alto… você precisa trazer alguém que também seja habilidoso — afirmou.

Se não encontrar o pivô ideal no mercado, o time pode aguardar e utilizar o contrato de duas vias para garantir um reserva a Looney — cada time tem direito a assinar com dois jogadores nesse formato.

Quem larga na frente por uma dessas duas vagas, chamadas two-way, é Lester Quiñones, armador que vem brilhando na Summer League. Em três jogos na competição, o jovem de 22 anos tem médias de 24 pontos, 4 assistências e 3,7 rebotes por partida.

O brasileiro Gui Santos também vem se destacando e briga por uma oportunidade. Recentemente, ele foi elogiado pelo gerente auxiliar de operações dos Warriors, Larry Harris.

— Gui provavelmente tem sido nossa maior surpresa. Gui tem feito um trabalho muito bom nos dois lados da quadra. Ele é uma peça de longo prazo para nós — explicou o executivo, em entrevista à rádio The Game.

Escrito por Pedro Rubens Santos
Pedro Rubens começou a trabalhar na cobertura de futebol americano no site Torcedores.com e teve uma passagem de três anos pela ESPN, onde atuou também na produção digital. Foi repórter do Quinto Quarto até julho de 2023.