NBA: Em vitória dos Mavericks, Luka é ‘poupado’ e Kyrie assume controle na reta final

Marcelo Cartaxo | 27/03/2024 - 01:33

O Dallas Mavericks vem se tornando um dos times com mais potencial na reta final da temporada regular. Além de terem adquirido Daniel Gafford na trade deadline para compor o jogo no garrafão, Kyrie Irving e Luka Doncic tem melhorado a química e os coadjuvantes entregam resultados.

Na vitória por 132 x 96 contra o Sacramento Kings, na Califórnia, Luka deixou o jogo ainda cedo no quarto período por causa da vantagem de mais de 25 pontos dos Mavericks e para evitar agravar uma lesão no tendão de Aquiles que constava junto com o nome de Docic no injury report para o jogo.

Por outro lado, Kyrie continuou em quadra, acertando bolas de todos os níveis e mostrando estar em uma de suas fases mais inspiradas da carreira. Irving acertou quatro bolas de três pontos, mesma marca atingida na partida por Doncic e P.J. Washington.

Mesmo sem comer e beber água por causa do Ramadã, Kyrie mostra uma atletismo que até o momento não tinha mostrado na carreira. Com cada vez mais frequência Irving ataca o aro, e ao invés de fazer suas clássicas bandejas acrobáticas, tem enterrado as bolas. Isso chama atenção já que aos 32 anos, de acordo com o próprio Kyrie, tem ficado mais atlético.

Nos Mavericks, alguns jogadores tem dificuldade em acompanhar o ritmo de Kyrie e Luka matando bolas em sequência, aumentando e diminuindo a velocidade sempre que querem e sendo um dos jogadores mais habilidosos da NBA. No entanto, um coadjuvante tem conseguiu acompanhar as duas estrelas do time, Tim Hardaway Jr.

O filho de um dos poucos jogadores que tem a camisa aposentada pelo Miami Heat é um dos destaques dos Mavericks, em especial na bola de três pontos. Hardaway foi para um aproveitamento de quatro bolas de três pontos em seis tentativas – o mesmo aproveitamento de P.J. Washington na noite.

“Quatro” é o número mágico para os Mavericks em vitória contra Kings

Quatro jogadores tiveram quatro bolas de três pontos convertidas contra o Sacramento Kings: Luka Doncic, Kyrie Irving, Tim Hardaway Jr e P.J. Washington.

Os jogadores de perímetro do Dallas pareciam mais afiados do que o normal, e isso serviu como uma forma de não enfrentar diretamente o pivô dos Kings, Domantas Sabonis, conhecido por doutrinar dentro da pintura contra grandes jogadores.

Exemplar nos rebotes, em comparação com o pivô dos Mavericks, Daniel Gafford (4), Sabonis (11) teve mais que o dobro de bolas recuperadas vindas da tabela.

Gafford terá outra oportunidade de enfrentar Sabonis e tentar conseguir mais rebotes do que o astro dos Kings na sexta-feira (29), no segundo jogo consecutivo entre as franquias no Golden 1 Center, na Califórnia.

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.