Por que Harden abriu mão da free agency mesmo sem querer ficar nos 76ers?

Paola Zanon | 04/07/2023 - 08:30

Na última semana, James Harden surpreendeu o mercado da NBA ao abrir mão de ser um free agent e aceitar sua player option de US$ 35,6 milhões (R$ 170 milhões, na cotação atual) no Philadelphia 76ers.

A player option é uma cláusula contratual que permite ao jogador, em seu último ano de contrato, decidir se continuará com a franquia ou se prefere testar o mercado para tentar acordos melhores —coisa que Harden esperava conseguir em Philadelphia mesmo, principalmente com o Houston Rockets demonstrando interesse.

O problema, no entanto, é que agora o Barba não quer mais jogar pelos Sixers, mas mesmo assim exerceu sua opção de jogador; essa foi uma manobra para garantir os US$ 35 milhões na conta assim que percebeu que a franquia não pretendia oferecer o que ele estava esperando, que era um valor mais alto e um contrato de longo prazo.

Segundo a imprensa norte-americana, Harden ficou magoado com Daryl Morey, gerente de operações dos 76ers, por não ter conseguido sequer uma conversa sobre a free agency depois de uma temporada de ressurgimento.

O armador foi líder em assistências por jogo da temporada e, ao lado de Joel Embiid, levou os Sixers às semifinais da Conferência Leste contra o Boston Celtics; em dois jogos da série, o Barba ficou acima dos 40 pontos.

A mágoa torna-se ainda mais complicada levando-se em consideração que para a temporada de 2022-23, James teria um salário de US$ 47,3 milhões (R$ 226 milhões), mas abriu mão de US$ 15 milhões(R$ 72 milhões) para que os executivos pudessem investir em contratações de alto nível.

A falta de interesse dos Sixers em um contrato maior e de longo prazo foi o que fez Harden aceitar a player option e solicitar a troca, já que não tinha mais nenhuma garantia de que conseguiria um acordo melhor do que o atual, muito menos clima para seguir em Philadelphia.

Com isso, na offseason da próxima temporada, James se tornará um agente livre irrestrito e poderá assinar com qualquer equipe, mas terá que ser mais consistente caso queira um contrato melhor que seu atual.

O aceite da player option também acabou com qualquer possibilidade de voltar a Houston, já que a franquia não teria jogadores para oferecer em troca, e sim capital para contratá-lo na Free Agency.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.