NBA: com Grizzlies x Warriors, brasileiros se enfrentam pela 1ª vez desde 2021

Paola Zanon | 20/03/2024 - 23:00

O confronto entre Memphis Grizzlies e Golden State Warriors na noite desta quarta-feira (20) marca um duelo entre os brasileiros Gui Santos e Mãozinha Pereira.

Não draftado, Mãozinha assinou um contrato de 10 dias com a franquia do Tennessee por causa do alto número de jogadores lesionados —são 11 no total, incluindo Marcus Smart e Ja Morant.

Desde outubro de 2023, o brasileiro é atleta do Mexico City Capitanes, time da G-League, com médias de 10,8 pontos e 8,8 rebotes em 24 jogos disputados.

O primeiro desafio de pereira na NBA será justamente diante dos Warriors, que draftaram Gui Santos em 2022 e assinaram um contrato de duas vias com ele também em outubro do ano passado.

O brasiliense tem conquistado cada vez mais espaço no time de Stephen Curry, tendo disputado 17 jogos. Mas por ter um contrato de duas vias, Santos também atua pelo Santa Cruz Warriors, afiliado da franquia na G-League.

Este será o primeiro encontro entre brasileiros na NBA desde a temporada 2016-17, quando Anderson Varejão e Raul Neto ainda jogavam pela liga. O confronto acontece a partir das 23h (de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN, Star+ e NBA League Pass.

Neto e Felício: os últimos brasileiros a se enfrentar na NBA

O último confronto entre brasileiros na NBA aconteceu no dia 8 de fevereiro de 2021, em um duelo entre Washington Wizards e Chicago Bulls, o United Center, em Chicago.

Na época, o pivô Cristiano Felicio, que hoje defende o Covirán Granada, da Espanha, ainda fazia parte do elenco do Chicago Bulls e esteve em quadra nove minutos saindo do banco. Enquanto esteve em quadra, o brasileiro anotou apenas dois pontos por meio de lances livres e contribuiu com dois rebotes.

Já Raul atuava pelo time de Washington e começou o duelo entre os titulares. Apesar do desempenho discreto, contribuiu um pouco mais que o compatriota brasileiro; foram seis pontos, quatro assistências e um rebote em pouco mais de 16 minutos em quadra.

Mesmo que o desempenho de Raul Neto não tenha sido tão superior ao de Cristiano Felício, o Washington Wizards saiu de quadra com a vitória por 105 a 101, depois de um bom jogo de Bradley Beal, hoje no Phoenix Suns, que anotou 35 pontos. Naquele ano, a franquia de Washington terminou a temporada regular na oitava colocação da Conferência Leste e se classificou para os playoffs, mas foi eliminado ainda na primeira rodada pelo Philadelphia 76ers, por 4 a 1 na série. Já o Chicago Bulls ficou fora da fase decisiva, e amargou apenas a décima primeira posição da mesma Conferência.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.