NBA: Quem vai usar o nº 3? CP3 e Wade falam sobre negociação

Alice Tamashiro | 28/02/2024 - 18:13

Após encerrar sua trajetória como jogador profissional na NBA, Dwyane Wade tem aproveitado a vida após sua carreira no basquete. Chris Paul e Dwyane Wade compartilharam um número que está permanentemente associado a eles, já que ambos usaram o número três. Embora existam alguns jogadores que escolhem um número arbitrariamente, para a maioria há um significado mais profundo por trás dele.

Em entrevista ao podcast The Why de Dwyane Wade, CP3 e Wade lembraram de algumas conversas profundas sobre como seria o Miami Heat com Chris Paul, Wade e LeBron James. Ao serem questionado pelo irmão de CP3, CJ Paul, ambos ficaram pensativos à respeito de quem usaria o número 3 no time.

— Você lembra da ligação? Com LeBron, você e eu? … A gente estava falando resolvendo isso e alguém falou: “E quem vai usar o número três?” Silêncio… acabou com a troca! Porque o CP3 não podia ser o #3 em Miami. Eu fiquei tipo: “esse é o MEU número”. E ele: “bom… esse também é o MEU número — disse Dwayne Wade.

A única vez que ambos usaram um número de camisa diferente foi quando estavam na Seleção dos Estados Unidos. Na ocasião, o número três não é permitido. Wade usou os números 6 e 9, enquanto Chris Paul escolheu o 13.

— Você era mais velho do que eu. Por ser mais velho do que eu você poderia usar o #33. É… seria o que? CP6? Não, não dava — completou Chris Paul.

A trajetória de CP3 e Wade na NBA

Já aposentado, Wade jogou por três times em seus 15 anos de carreira na NBA e teve sua camisa aposentada pelo Miami Heat por levá-los a quatro campeonatos da liga. O jogador também soma passagens pelo Chicago Bulls e pelo Cleveland Cavaliers – usando o mesmo número de camisa em ambos.

Chris Paul, por sua vez, está em sua 18ª temporada na NBA, jogando pelo sexto time diferente, o Golden State Warriors. Após cerca de dois meses afastado devido uma fratura no dedo, CP3 retornou às quadras na última terça-feira (27). O jogador estava afastado da equipe desde o dia 5 de janeiro, quando sofreu uma lesão no dedo indicador da mão esquerda durante o confronto com o Detroit Pistons e, posteriormente, precisou ser submetido a uma cirurgia.

VEJA TAMBÉM:

+ NBA: Jimmy Butler cumpre promessa e surge emo em clipe musical

++ NBA: Com grande partida de Porzingis e Tatum, Celtics vencem 76ers e esquecem o que é perder

Escrito por Alice Tamashiro
Alice chegou ao Quinto Quatro em 2021 e soma passagens por Futebol na Veia, Esportelândia e Rádio Outra Dimensão. Estudante de jornalismo no IESB e apaixonada pelo mundo esportivo desde 2008, seus esportes favoritos são o voleibol e o basquete.