NBA LA Clippers

Clippers seleciona ala-pivô frânces no Draft da NBA

Moussa Diabate por Michigan

Na noite da última quinta-feira (23), aconteceu o Draft de 2022 da NBA a partir das 20h30 (horário de Brasília), no Barclays Center, em Brooklyn, Estados Unidos. Evento esse que é responsável pela entrada de vários novos jogadores na maior liga de basquete do planeta todo ano. Assim, inclusive no Clippers

Antes de mais nada, dividido em dois rounds, 58 calouros foram escolhidos entre as 30 franquias da competição. Então, o Los Angeles Clippers, que tem nomes como Kawhi Leonard, Paul George e Reggie Jackson, foi uma das equipes mais tímidas da noite de seleção de jogadores, tendo apenas a 43ª escolha no segundo round.

O nome selecionado pela franquia de Los Angeles foi o francês Moussa Diabate, ala-pivô de 20 anos que atuou no basquete americano universitário em Michigan State, na temporada 2021-2022. Então, com 2,11m e 95kg, o gigante vem para competir por posição com o veterano Robert Covington e seu compatriota Nicolas Batum.

 

 Carreira universitária

Agora jogador do Clippers, Moussa Diabate nasceu no dia 21 de janeiro de 2002, na cidade de Paris, na França, com pais descendentes de Mali e Guinea. Em suma, começou a jogar basquete com 12 anos no seu país natal, até se mudar para os Estados Unidos em 2016 para avançar na sua carreira no basquete, jogando no ensino médio pela Florida Prep Academy, DME Academy e IMG Academy.

Até que no “college”, ou seja, na universidade, foi jogar em Michigan, negando os convites de Arizona, Kentucky, Memphis e entre outros. Como resultado, pelos “Wolverines”, ele teve médias de 9,0 pontos, 6,0 rebotes, quase um bloqueio e 1,5 turnovers, fazendo 56% de seus arremessos de quadra. Afinal, o francês teve uma média de 24 minutos em 32 jogos depois de entrar na equipe titular em dezembro.

Além disso, os observadores da liga acreditavam que os Clippers, sentem a falta de outro jogador grande na ausência de Ivica Zubac, já que o pivô reserva Isaiah Hartenstein será um agente livre em breve. Portanto, teria como alvo no Draft um jogador alto e, de fato, eles foram atrás de Diabate, visto pessoalmente por Lawrence Frank, presidente de operações de basquete do Clippers, durante um treino em junho. O chefe teceu elogios ao atleta recém-adquirido.

“Ele tem um motor inacreditável, que demonstrou a capacidade de trocar e defender várias posições. Ele é um projeto de desenvolvimento”- disse Frank.

Moussa Diabate por Michigan State

Moussa Diabate, ala-pivô de Michigan. Foto: Reprodução The Atletic

 

Carreira na seleção

Diabaté levou a seleção francesa ao quarto lugar no Campeonato Europeu Sub-16 da FIBA ​​de 2018 em Novi Sad, na Sérvia. Ele teve médias de 11,1 pontos e 10,3 rebotes por jogo, registrando 16 pontos e 17 rebotes contra a Sérvia nas quartas de final. No Campeonato Europeu Sub-18 da FIBA ​​de 2019 em Volos , Grécia, ele teve médias de 13,1 pontos, 11,1 rebotes e 2,1 bloqueios por jogo para a França, que ficou em quinto lugar. Em uma vitória na fase de grupos sobre a Grécia , Diabaté registrou 14 pontos e 20 rebotes.

 

Futuro no Clippers

O Los Angeles Clippers está no modo win-now, sendo considerado um dos fortes candidatos ao título da NBA. Assimcom a expectativa de ter a dupla Paul George e Kawhi Leonard saudáveis para a temporada, o caminho mais provável para Moussa Diabate após o Draft parece ser a afiliada da franquia pela G-League em Ontario. Então, se desenvolvendo mais como atleta. Aliás, provavelmente em um contrato two-way, isso é, atuando quanto pela franquia principal tanto pela afiliada.

 

Foto destaque: Reprodução Twitter / Maze n Brew

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top