NBA: Bucks demitem técnico Budenholzer 10 dias após morte do irmão

Pedro Rubens Santos | 04/05/2023 - 19:39

A surpreendente eliminação do Milwaukee Bucks diante do Miami Heat, há uma semana, na primeira rodada dos playoffs da NBA, segue gerando consequências.

Nesta quinta-feira (4), a franquia informou a demissão de Mike Budenholzer, treinador campeão com a equipe na temporada 2020-21.

VEJA TAMBÉM

+ Detroit Pistons demite GM assistente por má conduta contra funcionária

++ Empresário de Dillon Brooks ataca jornalista nas redes sociais

Os Bucks, donos da melhor campanha da NBA na temporada regular, foram eliminados pelo Heat, oitavo colocado da Conferência Leste e classificado via play-in. A série terminou em 4-1 para o time de Miami.

— A decisão de fazer essa mudança foi muito difícil — disse Jon Horts, gerente geral da equipe, em comunicado oficial. — Bud (Budenholzer) liderou nosso time por cinco incríveis temporadas, ao primeiro título dos Bucks em 50 anos e a uma era de sucesso. Somos gratos pela cultura vitoriosa e a liderança que Bud ajudou a criar em Milwaukee.

Budenholzer estava no comando do time desde 2018 e foi eleito o melhor treinador da liga em 2019. Antes, ele treinou também o Atlanta Hawks.

Morte recente do irmão

A notícia repentina da demissão surpreendeu e indignou muitos torcedores, que criticaram o momento da decisão. Há 10 dias, Budenholzer perdeu seu irmão em um acidente de carro.

A morte aconteceu pouco antes do Jogo 4 da série, no qual o Heat venceu os Bucks. Miami voltaria a sair vitorioso do Jogo 5, encerrando a série e assegurando a eliminação da equipe de Milwaukee.

Nas redes sociais, houve muita reclamação sobre a necessidade de dispensar o profissional em um momento delicado de sua vida pessoal. A equipe está eliminada da disputa, e a próxima temporada começará somente em outubro.

Budenholzer foi campeão da NBA na temporada 2020-21 pelo Milwaukee Bucks após bater o Phoenix Suns em seis jogos.

— Essa é uma oportunidade para nós focarmos novamente e reenergizarmos nossos esforços enquanto continuamos construindo em direção à nossa próxima temporada campeã — concluiu o GM Horst sobre a demissão.