MLS: Acosta sobre disputa com Messi e Suárez: ‘Você quer ganhar…’

André Merice | 23/01/2024 - 12:18

Em entrevista ao Media Marketing Day, Luciano Acosta expressou suas ambições e as do FC Cincinnati, sua equipe, para a nova temporada da Major League Soccer (MLS).

Após conquistar o prêmio de MVP na última temporada, Acosta estabeleceu metas ambiciosas para o novo ano, incluindo a busca por outro título de melhor jogador. O atual assistente do Seattle Sounders, Preki, foi o único jogador a ganhar o prêmio por duas vezes, em 1997 e 2003.

— Você quer ganhar tudo. Quando você define metas, acho que você tem que lutar por tudo — disse Lucho, em entrevista ao MLSsoccer.com, no Media Marketing Day.

Na última temporada, o Cincinnati, liderado por Acosta, terminou a campanha regular na liderança da Conferência Leste, com 69 pontos. No entanto, a derrota para o Columbus Crew na final deixou um gosto amargo, e Acosta acredita que a equipe precisa se esforçar ainda mais para superar as adversidades.

— Acho que estivemos perto de alcançar a glória e isso não aconteceu. Mas este ano temos que nos esforçar duas vezes para melhorar e permanecer no mesmo caminho que estamos — comentou.

O meio-campista ainda enfatizou a importância de manter o mesmo caminho de sucesso trilhado nos últimos anos, mesmo com mudanças na equipe, como a saída de Brandon Vazquez e a chegada de novos jogadores, incluindo Corey Baird e o zagueiro Miles Robinson.

— As ideias do treinador são as mesmas, a base da equipa está intacta. Continuaremos a melhorar. Tentaremos incorporar os novos jogadores o mais rapidamente possível para que se sintam parte do grupo e partilhem o entusiasmo e a mentalidade da equipe em alcançar todos os objetivos que estabelecemos para nós mesmos — comentou o argentino.

Disputa com Messi e companhia na MLS

Por fim, Acosta reconheceu o aumento da competição nesta temporada, especialmente com a presença de estrelas como Lionel Messi, no Inter Miami. Lucho ainda prevê uma batalha intensa com outros astros, como Cucho Hernández, Dénis Bouanga e Luis Suárez.

— Este ano será duas vezes mais difícil porque Messi tem um ano inteiro para fazer coisas que todos sabemos que só ele pode fazer. Depois há Cucho Hernández, ele também tem que estar na lista. Dénis Bouanga também pode ter uma grande temporada. Suárez está agora no campeonato. Acho que vai ser muito difícil competir contra esses jogadores — finalizou Luciano Acosta.

Escrito por André Merice
No Quinto Quarto desde janeiro de 2021, André Merice cursa o 7º período de jornalismo na Universidade de Ribeirão Preto. Apesar de ser torcedor do São Paulo Futebol Clube, André se encontrou na área dos esportes americanos e hoje se tornou "torcedor LeBron" e um admirador de Stephen Curry, o "Víbora".