MLS: LA Galaxy, time de Douglas Costa, afunda em crise e demite presidente

Pedro Rubens Santos | 30/05/2023 - 20:52

A situação atual do LA Galaxy não é nada boa. O time tem a pior campanha da MLS nesta temporada, o ataque menos eficaz e ainda viu o astro Douglas Costa ter sua prisão decretada por não pagamento de pensão alimentícia.

Em meio a essa onda de problemas, nesta terça-feira (30) a franquia demitiu o presidente Chris Klein após 10 anos no cargo. Segundo comunicado oficial emitido pela equipe, a decisão é motivada pela falta de sucesso esportivo e busca encontrar novos rumos para retomar os bons resultados.

— Como clube, nós não atingimos nossos objetivos ou alcançamos o padrão estabelecido para o LA Galaxy — diz a nota. — Acreditamos ser do melhor interesse do clube fazer uma mudança e iniciar processo para procurar uma nova liderança que devolverá o clube ao nível que nossos torcedores e parceiros esperam.

LEIA MAIS

+ Com prisão decretada, Douglas Costa tem salário milionário na MLS

++ MLS: jogadores que passaram pelo Brasileirão estão entre mais bem pagos

+++ Iniesta na MLS: craque espanhol recusa aposentadoria e pode parar nos EUA

Lanterna da MLS, o Galaxy tem desempenho incompatível com os investimentos feitos. A equipe conta com nomes de peso como Douglas Costa, Javier ‘Chicharito’ Hernández, Riqui Puig e Martín Cáceres, todos com passagens por gigantes do futebol europeu.

Além do quarteto, o clube investiu em reforços nos últimos anos para fortalecer o elenco — contratou o lateral Julián Aude do Lanús por 4,65 milhões de euros (R$ 25,1 milhões na cotação atual), o atacante Dejan Joveljic do Eintracht Frankfurt por 3,5 milhões de euros (R$ 18,9 milhões) e o meia Gastón Brugman do Parma por 2,2 milhões de euros (R$ 11,9 milhões).

Ainda assim, o time não corresponde dentro de campo. Em 14 partidas da MLS neste ano, foram somente duas vitórias e 10 gols marcados. As derrotas foram nove, e a defesa é uma das piores do torneio, com 24 bolas na rede.

LA Galaxy demite presidente Chris Klein

Chris Klein, LA Galaxy MLS. Foto: Reprodução/Twitter@LAGalaxy
Chris Klein foi presidente do LA Galaxy por 10 anos. (Foto: Reprodução/Twitter/@LAGalaxy)

Klein é um ex-jogador da MLS com passagens por Kansas City Wizards e Real Salt Lake entre 1998 e 2007. Ele encerrou sua carreira no Los Angeles Galaxy em 2010 e se tornou presidente da franquia em 2013.

Com passagens pela seleção dos Estados Unidos, Klein é velho conhecido do torcedor norte-americano. Ele atuava como meio-campista e construiu a sua carreira no país. No total, somou 49 gols e 69 assistências em 333 aparições na liga.

Antes da atual temporada, o presidente foi punido pela MLS por violar as normas orçamentárias de salários ao contratar o atacante argentino Christian Pavón do Boca Juniors, em 2019. Atualmente, o jogador defende o Atlético-MG.

Além da multa de US$ 1 milhão para o clube e da perda de mais US$ 1 milhão do General Allocation Money, a equipe está proibida de inscrever um jogador estrangeiro na próxima janela de transferências. A punição de Klein foi sua suspensão das atividades durante os meses de fevereiro, março e abril.

Antes do final de sua pena, o presidente do Galaxy enviou uma carta aos sócios do clube em que se comprometeu a deixar o cargo caso a equipe não alcançasse os playoffs em 2023, o que não ocorreu em quatro das últimas cinco temporadas e parece distante da realização no ano atual.

Pouco mais de um mês depois e com um desempenho péssimo na liga nacional, a direção decidiu mandá-lo embora.