UFC Lutas e MMA

UFC 275 Resultados – Teixeira x Prochazka – 11/06

Glover Teixeira - UFC

Antes de mais nada, confira detalhes do UFC 275 – Teixeira x Prochazka que se enfrentaram neste sábado (11), a partir das 20h (horário de Brasília), no Singapore Indoor Stadium, em Singapura. Por fim, confira tudo sobre o UFC 275 resultados.

Dessa forma, dois brasileiros estiveram no evento. Assim, no card principal, lutando pelo cinturão da categoria peso-mosca, a brasileira Taila Santos saiu derrotada diante da peruana Valentina Shevchenko, por decisão dividida.

Na luta mais aguardada da noite, com muito equilíbrio, Jiri Prochazka derrotou o brasileiro Glover Teixeira, no último round, com direito a estrangulamento. Com isso, o tcheco é o mais novo campeão da categoria peso meio-pesado da organização.

UFC 275 Resultados – Teixeira x Prochazka – 11/06

Card principal – UFC 275

Em luta de alto nível, tcheco Jiri Prochazka vence brasileiro Glover Teixeira e se sagra o novo campeão da categoria peso meio-pesado do UFC (até 93kg)

No 1º round, Glover começou bem, derrubando Prochazka em sua primeira ação ofensiva. Em seguida, o brasileiro tentou o estrangulamento, mas sem sucesso. Na sequência, Glover flertou com a vitória provocando mais uma queda do tcheco, que reagiu saindo da armadilha brasileira com estilo, e ainda, encerrando o assalto atacando.

No round seguinte, Prochazka iniciou melhor, acertando uma joelha voadora no brasileiro acrescentado de socos e chutes. Desse modo, o tcheco tentou aproveitar ao máximo o momento de superioridade, arriscando um repertório vasto de golpes. Entretanto, com um contragolpe preciso, Glover encaixou uma sequência de cotoveladas e socos no rosto de Prochazka, que foi salvo pelo gongo.

No 3º round, Prochazka buscou a todo instante a luta em pé, enquanto Glover o confronto pelo chão. Só que mesmo fugindo desse estilo de combste, o tcheco aplicou uma queda agressiva no brasileiro, emendando alguns golpes no rosto do brasileiro. Dessa forma, abaixo referente aos assaltos anteriores, Glover sobreviveu a pressão tcheca, com boa postura defensiva.

No penúltimo round, o ritmo alto se manteve, com Glover repetindo as ações vistas dos dois primeiros rounds, levando o tcheco para o chão. Através disso, o brasileiro tentou um katagatame, que chegou a encaixar, mas que brilhantemente foi defendido por Prochazka. No decorrer do assalto, ataque contra defesa, Glover em cima de Prochazka, mas com o tcheco conduzindo bem os ataques do brasileiro.

No último round, Glover encaixou dois golpes fortes no rosto de Prochazka, ficando muito próximo do nocaute. No entanto, o brasileiro deu uma escorregada, salvando o tcheco da derrota naquele instante. Em seguida, de forma espetacular, Prochazka encaixou um estrangulamento fatal em Glover, finalizando o brasileiro.

Mesmo lutando bem, brasileira Taila Santos sai derrotada pela peruana Valentina Shevchenko por decisão dividida (peso-mosca até 56,7kg)

No 1º round, Shevchenko começou um pouco melhor em relação a brasileira, conseguindo golpes estrátegicos. Dessa forma, após um erro de movimento da peruana, Taila derrubou a adversária, tentando o estrangulamento, mas por falta de tempo, não conseguiu a finalização.

No round seguinte, a brasileira manteve o ritmo e diminuiu ao máximo o espaço para a peruana, levando a oponente ao chão. Sendo assim, Taila ditou o ritmo do assalto, buscando a cada segundo finalizar a atual campeã. Só que nos segundos finais, Valentina atingiu a brasileira com mais agressividade, equilibrando as ações.

No 3º round, ao contrário do assalto anterior, a luta ficou mais em pé, provocando mais golpes entre as lutadoras. Por outro lado, o duelo ficou mais morno, com a brasileira buscando ofensividade pelo chão, enquanto a peruana apenas na defensiva. Até que nos segundos finais, no mesmo roteiro do final do 1º round, Taila buscou o estrangulamento, mas parou novamente pelo fim do assalto.

o 4º round iniciou com uma melhora significativa de Valentina, que no primeiro minuto, acertou um belo chute e um cruzado na brasileira. Além disso, Taila não diminuiu o espaço em relação a adversária como nos assaltos anteriores, deixando a peruana confortável no duelo. Entretanto, a brasileira terminou bem o round, protagonizando mais uma queda da oponente.

No último round, de forma inteligente, Valentina buscou ao máximo esfriar as ações da brasileira, entendendo que havia levado a melhor nos últimos assaltos. Desse modo, a peruana foi superior do primeiro ao último segundo, neutralizando ao máximo os ataques de Taila. Por decisão dividida, vitória para Valentina Shevchenko, que assegura por mais alguns meses o cinturão do peso-mosca do UFC.

Com direito a golpe rodado fulminante, chinesa Weili Zhang nocauteia polonesa Joanna Jedrzejczyk no 2º round (peso-palha até 52,1kg)

No 1º round, Joanna monstrou a agressividade que fez dela campeã na organizando, indo para cima de Weili, fazendo com que a chinesa caísse com um de seus golpes. No entano, no minuto seguinte, a chinesa deu o troco, derrubando Joanna após sequência de cruzados. Com isso, Weili com muitas cotoveladas, castigou a polonesa no fim do assalto.

O 2º round foi espelho do primeiro, com ambas lutadoras mantendo o bom nível e partindo para trocação. Dessa forma, após golpes tímidos, Weili com um golpe rodado fulminante, derrubou Joanna, vencendo a luta por nocaute.

Duelo foi o último de Joanna Jedrzejczyk, que após o término da luta, anunciou ainda mesmo no octógono sua aposentadoria.

 

Com uma reviravolta fantástica, australiano Jack della Maddalena finaliza russo Ramazan Emeev no 1º round (peso meio-médio até 77kg)

Em suma, Della Maddalena precisou de menos de três minutos para finalizar Emeev, após escapar de uma ação semelhante do russo, que quase o finalizou na mesma proporção. Por fim, essa é a segunda vitória do australiano no ano na organização.

De maneira avassaladora, australiano Jake Matthews nocauteia português André Fialho no 2º round (peso meio-médio até 77kg)

No 1º round, Jack Matthews começou melhor o duelo, partindo com mais confiança para os golpes que Fialho. No decorrer do assalto, tanto o australiano quanto o português foram para trocação, com ambos encaixando golpes fortes, mas interrompidos com o fim do round.

No 2º round, Matthews novamente inicou melhor, encaixando cruzados de esquerda e direita no rosto de Fialho, deixando o português zonzo no meio do octógono. Em seguida, não teve jeito, o australiano manteve o ritmo e, com uma sequência brutal de socos, finalizou a luta no fim do assalto.

 

Card Preliminar – UFC 275

Por decisão unânime, a panamenha Joselyne Edwards derrotou a filipina Ramona Pascual (peso-galo até 61,2kg)

O duelo começou com muita preocaução entre as lutadoras. No entanto, com o andar do 1º round, Edwards foi conseguindo acertar golpes tímidos, mais importantes em Ramona. Por outro lado, no fim do assalto, Pascual aumentou a agressividade de seus golpes, alternando entre socos e chutes, equilibrando o início ruim.

No 2º round, o início foi semelhante do que vimos no primeiro, com as lutadoras mantendo cautela em seus golpes. Assim, quem tomou a iniciativa de arriscar alguns movimentos mais ousados foi Pascual, que buscou chutes na região da cintura de Edwards. Com isso a filipina foi conduzindo o assalto até o final, sem levar golpes perigosos da panamenha.

No 3º e último round, mesmo com o cansaço iminente entre as lutadoras, Edwards tomou as ações explorando chutes em Pascual, principalmente na região da cintura. Nos minutos finais, ambas foram para trocação, mas sem nenhum golpe de destaque. Em suma, por decisão unânime, Joselyne Edwards venceu o duelo.

Argentina Silvana Juarez surpreende, nocauteia a chinesa Na Liang no 1º round, e garante sua primeira vitória na organização (peso-palha até 52,1kg)

Em um ritmo intenso, a argentina não tomou conhecimento de Liang, nocauteando a chinesa com menos de dois minutos de luta. Dessa forma, Gomez acertou dois socos, intercalando esquerda e direita, levando a oponente ao chão ainda no 1ª round.

 Sul-coreano Kyung Ho Kang por decisão dividida, vence o mongol Danaa Batgerel (peso-galo até 61,2)

No 1ª round, a cautela prevaleceu nos primeiros minutos. Dessa forma, Kang e Danaa trocaram chutes e socos esporádicos, sem muita emoção ou perigo. Entretanto, nos instantes finais, Batgerel aumentou o ritmo indo para cima com agressividade, acertando jebs e cruzados, garantindo a vitória no assalto.

No 2º round, o nível do duelo melhorou, com Kang equilibrando as ações, buscando mais golpes. Desse modo, a trocação foi a tônica do assalto, com os lutadores buscando ações mais incisivas, levando o público ao delírio em Singapura. No entanto, mesmo com um início de round desfavorável, Daana com uma joelhada forte, quase finalizou o oponente, encaminhando sua vitória no confronto.

No 3º e último round, Kang foi para cima de Danaa, jogando todas as suas fichas no assalto. Nesse sentido, o sul-coreano conseguiu encaixar mais golpes que o mongol, garantindo uma melhor performace no round que o adversário. Por fim, por decisão dividida, vitória para Kyung Ho Kang.

Em duelo equilibrado, americano Brendon Allen derrota por decisão unânime o australiano Jacob Malkoun (peso-médio até 83,9kg)

No 1º round, Allen foi para cima de Malkoun, buscando socos e golpes mais confiantes. No entanto, o australiano reverteu a situação levando o americano para o chão, tentando utilizar ao máximo seu Jiu Jitsu. Só que o ‘jogo virou” quando Allen usou o feitiço contra o feiticeiro levando Malkoun ao chão, procurando a finalização, mas que não ocorreu.

O 2º round foi de ampla superioridade de Malkoun, conseguindo algumas quedas importantes, não dando espaço a Allen contragolpear. Além disso, o australiano na luta em pé também feriu o oponente, mostrando seu repertório.

No último round, foram basicamente cinco minutos de luta no chão. Assim, Allen e Malkoun intercalaram golpes entre si, potencializando o equilíbrio visto nos dois primeiros assaltos. Com isso, por decisão unânime dos juízes, Brendon Allen venceu o duelo.

 

Em sua estreia neste ano no UFC, chinês Hayisaer Maheshate vence americano Steve Garcia Jr. com um nocaute espetacular (peso-leve até 70,3kg)

Em suma, Maheshate só precisou de pouco mais de um minuto para levar a torcida no Singapore Indoor Stadium ao delírio. Sendo assim, o chinês aplicou um cruzado de direita na ponta do queixo de Steve Garcia, nocauteando o americano.

Por decisão dividida, australiano Joshua Culibao derrota sul-coreano Seung Woo Choi (peso-pena até 65,7kg)

No 1º round, Culibao conseguiu ser mais agressivo que Woo Choi no início, acertando socos alternados no sul-coreano. Em contrapartida, no decorrer do assalto, Choi foi para cima do australiano, equlibrando as ações do duelo. Só que no último minuto, os lutadores protagonizaram segundos eletrizantes, com ambos flertando com a vitória ou a lona.

O 2º round manteve o clima quente dentro do octógono, com os lutadores partindo para trocação franca. Melhor para Culibao, que sustentou o ritmo do assalto inicial, alcançando mais golpes que o adversário.

No último assalto, o cansaço bateu entre Culibao e Woo Choi. Por outro lado, o sul-coreano tentou correr atrás do prejuízo dos dois primeiros rounds, partindo pra cima do australiano, com quedas e golpes no chão. A partir disso, por um detalhe que Woo Choi não finalizou Culibao, que soube se defender muito bem. Por fim, mesmo com o último assalto abaixo, vitória para Joshua Culibao, por decisão dividida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top