‘Poatan é muito ruim’: boxeador faz críticas pesadas após derrota no UFC

Igor Ribeiro | 12/04/2023 - 13:30

Ex-campeão dos pesos-médios (até 83,9 kg), Alex Poatan chegou com moral para o UFC 287 e era tratado com reverência por boa parte da comunidade do MMA, tendo em vista seu nocaute e habilidade na trocação. Bastou a derrota para Israel Adesanya na revanche pelo cinturão da categoria para tudo mudar.  

Em vídeo publicado no canal oficial do YouTube, Esquiva Falcão criticou o desempenho de Poatan e afirmou que o compatriota precisa aprender técnicas no jogo em pé para suas próximas apresentações no UFC.  

VEJA TAMBÉM

+ Israel Adesanya: notícias, estatísticas e quanto ganha no UFC

++ Ex-campeão ignora Anderson Silva e elege melhor peso-médio da história

Medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, o pugilista reforçou o poder de nocaute do ex-campeão, mas teria se frustrado com a falta de habilidade do lutador diante de Adesanya.  

— Eu vou ser bastante sincero com vocês: Poatan é muito ruim. Não sabe jiu-jitsu, não sabe uma defesa. Só sabe chutar e tem aquele cruzado. Só isso. Ele é um guerreiro por confiar na mão dele. Aguenta apanhar. Mas, na luvinha, não tem pra ninguém. Ele precisa melhorar a parte do boxe, o jiu-jitsu também. Tem a mão dura. Se aprender uma combinação e encaixar golpes, vai derrubar muita gente —, disparou.

Alex Poatan no MMA

O quarto encontro entre Alex Poatan e Israel Adesanya foi ruim para o brasileiro – que ainda não tinha perdido para o rival. Depois de marcar a perna do nigeriano por dois rounds, o brasileiro sofreu um pesado contragolpe e já caiu nocauteado no segundo round no UFC 287.

Em coletiva de imprensa realizada no UFC 287, Dana White rechaçou a possibilidade de uma eventual trilogia num futuro próximo. O presidente deu a entender que o futuro do brasileiro esteja na categoria dos meio-pesados (até 93 kg). Em sua carreira no MMA, são sete resultados positivos e dois negativos.

Escrito por Igor Ribeiro
Igor Ribeiro é especialista em lutas e MMA e começou a carreira na área como redator e repórter do site Super Lutas, até se tornar coordenador. Foi reporter do Quinto Quarto até julho de 2023.