UFC Lutas e MMA

José Aldo x Pedro Munhoz – Dica, palpite e prognóstico – 07/08

José Aldo x Pedro Munhoz - Dica, palpite e prognóstico - 07/08

Confira dica, palpite e prognóstico para o combate entre José Aldo x Pedro Munhoz, duelo válido pela categoria peso-galo (até 62 kg) do UFC. Essa será a luta co-principal do UFC 265, marcado para o próximo sábado (7), na Toyota Center em Houston, Texas, Estados Unidos. O evento terá início às 19h (Horário de Brasília).

José Aldo x Pedro Munhoz – ONDE APOSTAR?

ODDS E PROGNÓSTICO PARA José Aldo x Pedro Munhoz

José Aldo x Pedro Munhoz Valores de odds Casa de apostas Faça sua aposta aqui
Vencer a Luta: José Aldo V1: 1,90 Bet365 Adicionar ao boleto de apostas
Método: Decisão ou Decisão Técnica V1: 2,87 Bet365 Adicionar ao boleto de apostas
Completar mais de 1,5 rounds SIM: 1,28 Bet365 Adicionar ao boleto de apostas

As odds estão sujeitas a mudanças! Verifique sempre as odds atualizadas das casas de apostas antes de fazer sua aposta.

OS MELHORES PALPITES E DICAS DE APOSTAS PARA José Aldo x Pedro Munhoz

Antes de tudo, o confronto co-principal do UFC 265, coloca frente a frente dois habilidosos lutadores da categoria dos galos do UFC. De um lado José Aldo Júnior, que ocupa o posto de número cinco na divisão e é um dos maiores pesos-pena da história do Ultimate. No canto oposto, o compatriota Pedro Munhoz. Um atleta extremamente talentoso, que já protagonizou grandes embates na organização e atualmente ocupa a posição de número nove no ranking da categoria. O certo é que o embate entre os brasileiros gera uma grande expectativa do público porque tem potencial para ser a melhor luta da noite, em Houston.

JOSÉ ALDO

Inicialmente, o atleta do corner vermelho, o ex-campeão peso-pena, José Aldo Junior. Natural de Manaus, o amazonense de 34 anos carrega consigo uma das trajetórias mais brilhantes já vistas no MMA. Aldo sempre esteve no topo em sua caminhada na organização. Antes de chegar ao Ultimate, Aldo era campeão dominante da extinta WEC. No entanto, em outubro de 2010, Dana White anunciou a fusão do WEC com o UFC. Com isso, O “Campeão do Povo”encarou Mark Hominick pela unificação do título peso-pena, em abril de 2011. O brasileiro dominou o combate e por decisão unânime dos juízes se tornou o primeiro campeão da divisão em sua nova organização. Aldo dominou a divisão por quatro anos, vencendo nomes como: Chad Mendes, Frankie Edgar e o “Zumbi Coreano“. Entretanto, seu grande revés ocorreu em dezembro de 2015, quando foi derrotado por Conor McGregor em apenas 13 segundos de luta. 

Atleta da Nova União, tendo como mentor Dedé Pederneiras, o brasileiro claramente ficou abalado com a derrota sofrida para o irlandês. Assim, poucas vezes voltou a repetir as performances de anos anteriores e passou a viver de altos e baixos na organização. Até o duelo contra McGregor, o brasileiro tinha um cartel de 25 vitórias e apenas uma derrota. Porém, atualmente, o cartel do Campeão do Povo traz 29 vitórias e sete derrotas. Aldo ainda teve a oportunidade de recuperar o cinturão dos penas enfrentando Max Holloway por duas oportunidades, mas acabou derrotado em ambas. Nos dois duelos as derrotas vieram via nocaute técnico no round três.

Novo desafio para o Campeão do Povo

Diante das circunstancias apresentadas, Aldo chegou a cogitar a aposentadoria, mas não foi isso que aconteceu. O brasileiro renovou o contrato com o Ultimate e surpreendeu a todos quando anunciou que desceria para lutar nos galos. Assim, José Aldo fez um intenso trabalho com sua nutricionista para conseguir chegar ao peso ideal e não sofrer no corte na semana de sua estreia na divisão. Nesse sentido, em dezembro de 2019, Aldo encarou o compatriota Marlon Moraes. Num duelo bastante disputado o brasileiro acabou derrotado por decisão dividida. O resultado foi bastante contestado. Inclusive, os lutadores trocaram farpas dias após a luta por meio de suas redes sociais. Entretanto, Aldo “caiu pra cima”. Em julho de 2020 foi escalado para enfrentar Petr Yan, pelo cinturão vago da divisão. O então campeão Henry Cejudo acabara de anunciar aposentadoria. O brasileiro esteve bem em boa parte do combate, mas acabou sofrendo o nocaute técnico no quinto round.

Aldo voltou aos treinos e deu um passo atrás. Em sua apresentação mais recente encarou um atleta mal ranqueado, o equatoriano Marlon Vera. Assim, em dezembro de 2020 o brasileiro saiu vitorioso do octógono por decisão unânime dos juízes.

José Aldo é um atleta completo. Tem ótimos low kicks e muitas vezes é até criticado por não explorar essa arma que foi tão decisiva ao longo de sua carreira. Aldo tem ótimo controle de distância e impõem muito volume e pressão em seus oponentes quando a luta fica pé, na base da trocação. O brasileiro tem ótima combinação de golpes e um queixo duro. Além disso, é faixa preta de jiu jitsu e defende quedas como poucos . Sendo assim, José Aldo vai em busca de sua segunda vitória consecutiva nos galos para voltar a entrar no radar do campeão.

PEDRO MUNHOZ

Por outro lado, temos o também brasileiro Pedro MunhozAos 34 anos e um cartel de 19 vitórias, cinco derrotas e um no contest, o ex-campeão do RFA Bantamweight Championship estreou no Ultimate em fevereiro sendo derrotado para o também brasileiro Raphael Assunção. Assim, o brasileiro começou com o pé esquerdo na organização. Logo em seguida, o cenário ficou pior quando Munhoz venceu Jerrod Sanders no mesmo ano, mas teve a vitória revertida para no contest por testar positivo para anabólico exógeno de testosterona. O brasileiro cumpriu um ano de suspensão e no retorno, um novo revés, dessa vez para Jimmie Rivera. Quando as coisas pareciam que não iriam funcionar para Munhoz no UFC, o brasileiro “virou a chave” e enfileirou sete vitórias em oito lutas. A última delas com um nocaute impressionante sobre o badalado Cody Garbrandt, em março de 2019.

Nesse sentido, Pedro Munhoz estava próximo de disputar o cinturão dos galos, porém acabou sofrendo dois reveses na sequencia que o tiraram da disputa do título. Em contrapartida, assim como José Aldo, Pedro Munhoz vem de vitória em sua última apresentação, ao derrotar Jimmie Rivera por decisão unânime, em fevereiro deste ano.

Atleta da American Top Team, Munhoz é um striker muito duro. Gosta da trocação na curta distância. Além disso tem uma luta de solo bastante justa. Não é pra menos que de suas 19 vitórias, oito vieram via finalização. Sempre que vê uma brecha de encurtar para soltar uma sequencia de golpes, o brasileiro tira proveito dessa situação. Assim, o atleta natural de São Paulo é duro na queda. Nunca foi nocauteado ou finalizado. Todas as suas cinco derrotas ocorreram por decisão dos juízes. Pedro Munhoz não entrega lutas ruins e é também por isso que o duelo desse sábado promete ser uma dos melhores lutas da noite.

DICAS DE APOSTAS PARA José Aldo x Pedro Munhoz

Nesse sentido, teremos um duelo entre dois lutadores extremamente talentosos e com muitas valências. Assim, vemos alguns aspectos que podem ser determinantes no confronto entre os brasileiros. José Aldo é um atleta mais talhado, que dificilmente é quedado. Então, Munhoz terá dificuldades para impor seu jogo no solo. A envergadura do manauara é bastante superior comparado a do paulistano, sendo 1,78 cm contra 1,63 cm. Nesse ponto, Aldo poderá explorar bem sua envergadura para manter Munhoz distante. Aldo deve explorar seus low kicks que é mais um fator que pode pesar em favor do Campeão do Povo. Portanto, consideramos a aposta em favor de José Aldo como mais indicada.

APOSTAS PARA José Aldo x Pedro Munhoz – QUAL APOSTA É MAIS RECOMENDADA PARA ESTA LUTA?

VENCER A LUTA: José Aldo

Como já foi dito, temos dois atletas vindo de vitórias, e de altíssimo nível. Consideramos alguns aspetos que favorecem o encaixe de luta melhor para Aldo. A experiência pode ser determinante, fazendo com que o atleta do corner vermelho siga a risca sua estratégia. Assim, Aldo deverá fazer jus a sua maior envergadura para controlar o combate e ir garantindo a vitória round a round. O manauara deve trabalhar nos chutes baixos e em golpes retos para minar Pedro Munhoz e sair vencedor do combate. 

Faça sua aposta com a Bet365>>

MÉTODO: Decisão ou Decisão Técnica: José Aldo

Assim, vemos grandes possibilidades desse duelo chegar até as mãos dos juízes, pois são dois lutadores duros na queda. Como já dito, Munhoz nunca foi derrotado pela via rápida. Com isso, Aldo deve usar uma estratégia de evitar a trocação franca, porque nesse ponto a velocidade dos golpes de Muhoz podem surtir efeito. Portanto, vemos o Campeão do Povo se saindo melhor no duelo e vencendo a luta nas papeletas dos juízes laterais.

Faça sua aposta com a Bet365>>

PRA COMPLETAR MAIS DE 1,5 ROUNDS – SIM

Por fim, vemos o duelo passando da metade do segundo round como uma oportunidade bastante segura. O duelo deve ser bastante estudado em seu início com os lutadores se expondo pouco nos minutos iniciais, fazendo com que o duelo se arraste até a decisão dos juízes ou no último round.

Faça sua aposta com a Bet365>>

ONDE SERÁ O UFC 265?

O UFC 265 acontece no Toyota Center em Houston, Texas, Estados Unidos.

QUE HORAS COMEÇA O UFC 265?

As lutas preliminares começam às 19h (horário de Brasília). Enquanto o card principal está programado para iniciar às 23h (horário de Brasília). O evento terá transmissão do Canal Combate.

QUAL SERÁ A LUTA PRINCIPAL DO UFC 265?

Na luta principal, teremos o combate entre Derrick Lewis x Ciryl Gane válido pelo cinturão interino peso-pesado (até 120kg) do UFC.

QUANTOS BRASILEIROS ESTARÃO NO EVENTO?

Assim, o evento deste sábado contará com a participação de cinco atletas brasileiros: José Aldo, Pedro Munhoz, Vicente Luque, Victória Leonardo, Melissa Gatto.

QUE HORAS COMEÇA O CARD PRINCIPAL?

Por fim, o card principal está programado para começar às 23h (horário de Brasília).

Foto: Reprodução / Quinto Quarto

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top