UFC Lutas e MMA

Glover Teixeira se diz concentrado para o momento e Jamahal Hill demonstra respeito pela lenda brasileira

Glover Teixeira se diz concentrado para o momento e Jamahal Hill demonstra respeito pela lenda brasileira

Glover Teixeira se diz concentrado para o momento e Jamahal Hill demonstra respeito pela lenda brasileira. Em resumo, o brasileiro disse estar concentrado e não liga para os comentários de que está velho ou em fim de carreira. Na verdade, Teixeira responde no octógono, mostrando que idade é só um número, ao disputar cinturão e realizar uma das principais lutas do UFC 283.

Quanto a seu adversário, Jamahal Hill, o americano mostrou que sabe o perigo que está enfrentando, respeitando o veterano e dizendo que Glover é praticamente bom em todas as áreas do combate. Confira detalhes.

Glover Teixeira se diz concentrado para o momento e Jamahal Hill demonstra respeito pela lenda brasileira

“Isso foi antes mesmo de eu entrar no UFC (os comentários sobre a idade). As pessoas diziam, ‘Oh, você já passou do seu auge', quando eu estava aqui esperando meu green card.

As pessoas aqui diziam: ‘Ah, você já passou do seu auge e agora vai para o UFC…” – disse Glover Teixeira ao MMA Junkie.

O brasileiro explicou que não são de hoje estes comentários. Glover comentou que entende ser um veterano, mas está tranquilo quanto a isso. O mineiro respondeu aos comentários dizendo que são apenas críticas vazias.

Boa parte de sua trajetória foi assim e Glover sempre seguiu em frente, solidificando seu nome no esporte e eventualmente conquistando também o cinturão dos meio-pesados no UFC uma vez.

Hoje, aos 43 anos, com um recorde de 33 vitórias e oito derrotas no MMA, além de 16 conquistas e seis derrotas pelo UFC, Glover faz bom uso de sua experiência. Teixeira vai para sua quarta luta envolvendo o cinturão do UFC e quando o conquistou já era veterano, com 42 anos. Por curiosidade, dois dias após completar 42 anos, pois seu aniversário é dia 28 de outubro.

O mineiro lembrou de Randy Couture e Dan Henderson, veteranos que brilharam até o fim de suas carreiras, mesmo com idades avançadas e falou também sobre estar em um bom momento pessoal.

“… Estou aqui, cara, lutando no mais alto nível, trazendo a Melhor Luta do Ano, conquistando o cinturão aos 42. Agora, espero conseguir o cinturão novamente aos 43 anos e fazer história.

Adoro ser motivação para os jovens, com certeza.” – enfatizou Teixeira.

Respeito entre ambos os candidatos

“Quero continuar lutando por muito tempo. Não estou pensando: ‘Ah, se eu perder…' Estou pensando que se eu ganhar o cinturão, vou defendê-lo.

Esse é o meu pensamento agora. Estou no meu auge agora.” – disse Teixeira.

Em resumo, Glover não detalhou seu futuro na organização, mas afirmou que não pretende se aposentar em breve. Se vencer o título vago dos meio-pesados ​​do UFC no Rio de Janeiro, o mineiro declarou que irá, sim, fazer defesas futuras pelo título.

Ademais, na entrevista, demonstrou respeito ao adversário falando o quão perigoso Jamahal é. Enfim, Glover falou que estar mais acima ou abaixo no ranking não faz diferença, o veterano viu que Hill é um lutador perigoso e não tem dúvidas sobre sua capacidade.

Por outro lado, Jamahal Hill também rasgou seda para o brasileiro ao dizer que “pequenos erros podem ser fatais contra um adversário como Teixeira.”

Enfim, o americano também demostrou bastante estudo sobre seu oponente, explicando que Glover é bom na mão, no chão… possui vasto repertório no jiu-jitsu ou wrestling.

“Ele (Teixeira) é formidável em todos os lugares. Ele pode lhe dar problemas e ataques em todos os lugares e é contra isso que gosto de me testar.

Ele está no topo do jogo há um tempo, mas acho que é a minha hora.” – disse Jamahal.

+ confira também: Será? Brandon Moreno se diz melhor Deiveson Figueiredo após última encarada inédita

 

Foto destaque: Divulgação/Bloody Elbow

Popular

Copyright © 2015-2023 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top