Alex ‘Poatan’ Pereira: notícias, estatísticas e quanto ganha no UFC

Caian Oliveira | 03/04/2023 - 06:00

Alexsandro Pereira, Alex Pereira ou simplesmente ‘Poatan'. Atual campeão dos pesos médios do UFC, o lutador nasceu em 7 de julho de 1987, em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo. Apelidado de ‘mãos fortes', na língua tupi-guarani, o atleta é um dos grandes nomes do Brasil no MMA, na categoria até 83,9 kg, tem estatísticas incríveis e já somou bons ganhos na companhia.

Poatan teve infância complicada, em uma comunidade carente em que foi criado. A saída foi, logo aos 12 anos, trabalhar em uma borracharia para ajudar financeiramente a família.

Mas o round mais dramático da história do atleta começou mesmo anos mais tarde quando começou a consumir álcool por influência de amigos e colegas. O antes consumo casual passou a ser exagerado e Poatan se tornou alcoólatra. Só a partir daí, o esporte passou a fazer parte da vida de quem estava derrotado.

Em 2009, Poatan começou a praticar kickboxing, por isso a ainda hoje extrema habilidade nos chutes usada ainda hoje em seus combates. A dedicação ao esporte ajudou o reformado homem a se livrar do vício em álcool. Não demorou muito e o mundo das lutas apareceu como um caminho promissor.

Alex Pereira é hoje membro dos povos indígenas do Brasil, da tribo dos índios Pataxó. Ao pesquisar suas origens, instigado por um treinador de kickboxing, ganhou o apelido de “Poatan”, que significa “mãos de pedra” ou “mãos fortes”, em tupi-guarani.

Em novembro de 2022, o nigeriano Israel Adesanya sofreu justamente com essas mãos pesadas, na decisão dos pesos-médios, pouco mais de um ano depois de assinar com o UFC. Dominado nos quatro primeiros rounds, partiu para cima e finalizou o oponente para erguer o cinturão.

ESTATÍSTICAS DE ALEX PEREIRA ‘POATAN' NO MMA

Fique por dentro das estatísticas de Alex Pereira Poatan no MMA e em torneios de kickboxing.

TÍTULOS E PREMIAÇÕES

MMA

  • Ultimate Fighting Championship
    Cinturão peso médio do UFC
    Performance da Noite contra Andreas Michailidis, Sean Strickland e Israel Adesanya
  • MMAjunkie.com
    2022 Nocaute do Mês de Julho contra Sean Strickland
    2022 Lutador Masculino do Ano
  • ESPN
    2022 Lutador Masculino do Ano
  • Sherdog
    2022 Lutador Revelação do Ano
    2022 Lutador do Ano
  • MMA Fighting
    2022 Lutador Masculino do Ano

Kickboxing

  • Glory
    2021 Glory Campeão meio-pesado
    2019 Glory Campeão meio-pesado interino
    2019 Glory Lutador do Ano
    2017 Glory Campeão peso médio (cinco defesas)
    2014 Vencedor do torneio Glory Middleweight Contender
  • WGP Kickboxing
    2015 Campeão Peso Médio do WGP Kickboxing
    2012 WGP -85 kg Championship
  • Associação Mundial de Organizações de Kickboxing
    2013 WAKO Pro Panamerican K-1 -85 kg Champion

QUANTO GANHA ALEX PEREIRA ‘POATAN' NO UFC

Em novembro de 2022, Alex Pereira venceu o cinturão dos pesos-médios do UFC após nocautear o nigeriano Israel Adesanya. Nessa vitória, o brasileiro colocou nos bolsos uma verdadeira fortuna e ainda ganhará mais nos próximos anos.

Em valores, Poatan ganhou um total de US$ 682 mil (R$ 3,4 milhões) na noite mágica no Madson Square Garden, em Nova York, nos Estados Unidos. Esse dinheiro é uma soma das premiações que teve na noite: cinturão, bolsa, bônus de performance, pagamento do patrocinador e porcentagem de pay-per-view.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Poatan já está de olho na próxima vez que irá lutar, contra Israel Adesanya. Recentemente, ele utilizou as suas redes sociais para postar um vídeo com três cinturões sobre a cama em que estava sentado. E sobrou provocação aos possíveis adversários na defesa de título.

— O UFC já mandou esse outro [cinturão] aqui porque eles falaram que vai ser uma revanche. ‘A gente vai mandar o cinturão pra você porque a gente já sabe que você vai ganhar'. Aí quem vai ser o próximo? Estão falando o Whittaker, então já mandaram mais um cinturão. Já tenho 3 cinturões. O UFC já deve imaginar como que vai ser essa parada e estão mandando cinturão adiantado — brincou Poatan.

Escrito por Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.