Lutas e MMA UFC

UFC Orlando Resultados: Thompson x Holland (03/12)

UFC Orlando Resultados: Thompson x Holland (03/12)

Neste sábado (3), o UFC Orlando agitou o Amway Center, na turística cidade americana. Na luta principal, Stephen Thompson encarou Kevin Holland. Além disso, Matheus Nicolau, Rafael dos Anjos e Istela Nunes representaram o Brasil no evento. A partir de agora, confira os detalhes de cada luta da noite.

UFC Orlando Resultados: Thompson x Holland

Card principal

Stephen Thompson x Kevin Holland – Vitória do veterano sem contestações

Mesmo com mais experiência, Thompson começou com a agonia em mãos. Holland iniciou com melhores socos, em específico, um marcante de direita logo no início do 1º round. No entanto, a partir daí, Thompson controlou melhor a luta, tomou as melhores iniciativas e passou a atacar melhor o oponente de forma crescente.

Diante disso, antes do início do 4º round, o treinador de Holland pediu para o árbitro o fim do combate, pois seu comandado não estava mais em condições de lutar. Dessa forma, a vitória de Stephen Thompson foi decretada por nocaute técnico.

Bryan Barberena x Rafael dos Anjos – brasileiro precisou tentar duas vezes para conseguir a finalização

O brasileiro começou o combate sem dó, nem piedade, com uma tentativa de estrangulamento, após queda, mas não conseguiu aplicar até o final. Da mesma forma, tentou a técnica no 2º round.

Dessa vez, não deu para Barbarena, pois Rafael conseguiu se posicionar melhor, por trás do oponente e, finalmente, mesmo com boa defesa do americano, o brasileiro finalizou para levar mais uma vitória, em mais de oito horas sobre o octógono, o maior tempo da história de qualquer atleta do UFC.

Matheus Nicolau x Matt Schnell – Mais um domínio brasileiro do começo ao breve fim

Matheus, desde o começo do combate, foi soberano por completo, com dois socos de esquerda bem marcantes, um em cada round. Até que, no 2º round, além do golpe, o brasileiro desferiu mais alguns outros e conseguiu o nocaute técnico sobre Schnell, em um duelo entre dois dos 10 melhores pesos-moscas do UFC.

Tai Tuivasa x Sergei Pavlovich – russo preciso e implacável

Com menos de um minuto de luta, Pavlovich acertou um soco direto e reto no rosto de Tuivasa. Dessa forma, o russo levou a melhor com um nocaute rápido e, mais uma vez, impressionante, além de outros socos que liquidaram o combate.

Jack Hermansson x Roman Dolidze – grande remontada do georgiano

Do começo até a metade da duração da luta, Hermansson dominou e controlou bem o combate, com boas defesas e tentativas de trocação que pareciam dar certo em algum momento. Mas, no 2º round, Dolidze levou o duelo para o solo e, com tentativas de finalização, de todas as formas, conseguiu uma chave de panturrilha que foi fatal e que decretou a vitória do lutador georgiano.

Eryk Anders x Kyle Daukaus – Mais uma vitória do começo ao fim, sem contestações

Anders se saiu melhor desde o começo do combate, com um soco curto, mas preciso. Em seguida, controlou a luta e desferiu mais golpes significativos, sempre deixando uma boa marca, literalmente, em Daukaus.

Até que, no 2º round, após a continuação desses socos pesados de Anders, o árbitro interrompeu a luta e decretou a vitória para Eryk Anders, por nocaute técnico.

Phil Rowe x Niko Price – Duelo cheio de reviravoltas

Com um começo melhor, em relação ao seu oponente, Rowe, que lutava em casa, se defendeu bem e impediu grandes golpes de Price. Em seguida, no 2º round, essa defesa se foi e Price conseguiu melhorar na luta, com golpes que quase levaram Rowe ao nocaute.

No entanto, o golpe fatal veio ao contrário, por parte de Rowe, com um direto de direita, que deixou Price fora de equilíbrio, seguido de vários socos. Com isso, o árbitro teve que interferir no combate e decretar a vitória, por nocaute técnico, para o lutador da casa, Phil Rowe.

Card Preliminar

Angela Hill x Emily Ducote – Hill dominou e controlou todo o combate

Desde o começo da luta, Angela Hill foi superior sobre Ducote, aplicando socos e em melhor defesa dos golpes da oponente. Além disso, demonstrou a habilidade em muay thai, ao desferir joelhadas e cotoveladas potentes sobre a adversária. Dessa forma, ao final dos três rounds, a decisão da vitória para Hill foi unânime para os jurados.

Clay Guida x Scott Holtzman – Os veteranos entregaram tudo

Com experiência em ambos os lados, Guida e Holtzman duelaram em alto nível. Durante dos rounds, os lutadores demonstraram movimentação, explosão, precisão e muita habilidade neste duelo. No entanto, Clay Guida se sobressaiu, com sequência de socos e forte vertente em wrestling. Na sequência, após a queda no último round, a decisão dos jurados ficou ainda mais clara e unânime, para a vitória de Clay Guida.

Michael Johnson x Marc Diakiese – Duelo decidido no detalhe

Em constante equilíbrio durante boa parte do combate, tanto Johnson, como Diakiese, tiveram bons momentos em algumas partes dos rounds. Diakiese buscou a luta no solo, agarrada, enquanto Johnson se saiu melhor em pé. Mesmo em uma luta sem nenhum dos dois lados despontar, Johnson segurou melhor o oponente e levou a melhor, após a decisão dos jurados.

Jonathan Pearce x Darren Elkins – Domínio, sem sustos, de Pearce

Em um duelo que mais parecia um monólogo, Jonathan Pearce deu o cartão de visita logo no início, com um chute no rosto de Elkins, que deixou o oponente bem abalado. Na sequência, até o final do 3º round, Pearce comandou as ações e controlou a luta. Dessa forma, por decisão unânime dos jurados, o peso-mosca revelado pelo Contender Series venceu mais uma no UFC.

Natan Levy x Genaro Valdez – Alto nivel, mas apenas um (justo) vencedor

Desde o começo, Levy e Valdez deram a impressão de que o combate seria extremamente equilibrado e movimentado, como realmente foi. Nos primeiros cinco minutos, foi Levy que se saiu melhor, com vários golpes marcantes.

Em seguida, o 2º round foi melhor para o mexicano Genaro Valdez. Porém, o assalto final foi de total domínio e controle de Levy, principalmente enquanto o duelo esteve no solo. Dessa forma, por decisão unânime dos jurados, Natan Levy saiu vitorioso da luta.

Francis Marshall x Marcelo Rojo – Começou com o pé direito, ou melhor, com a mão

Marshall, mais um vindo do DWCS, começou no estudo durante o round inicial, controlando as investidas de Marcelo Rojo. Até que, no 2º round, Marshall encaixou um soco preciso e levou o argentino ao nocaute, para decretar a vitória, logo na estreia do UFC.

Yazmin Jauregui x Istela Nunes – brasileira começou bem, mas cedeu à pressão da mexicana

No 1° round, Istela começou com tudo e encaixou um knockdown em Jauregui logo de cara. Mas, o que parecia ser o início de uma vitória da brasileira, deu-se em uma remontada da mexicana. Logo no assalto seguinte, Yazmin começou a se impor e deu muito mais golpes significativos sobre Istela.

Dentre eles, devolveu o knockdown sofrido anteriormente e, na sequência, levou o combate para a grade. Por fim, derrubou a brasileira no solo e desferiu sequência de golpes que decretaram a vitória da mexicana.

Foto destaque: Divulgação/UFC

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top