‘Ele acabou’: brasileiro decreta fim de carreira de Conor McGregor no UFC

Igor Ribeiro | 30/03/2023 - 13:30

Conor McGregor deve voltar aos meio-médios (até 77 kg) em luta contra Michael Chandler no UFC. O irlandês, que está recuperado de uma lesão no tornozelo esquerdo, ainda vislumbra disputar o cinturão da categoria e fazer história ao se tornar o primeiro lutador campeão em três divisões distintas na organização.  

Em entrevista ao MMA Fighting, Gilbert Durinho declarou que não acredita nos perigos de McGregor nos meio-médios. O brasileiro revelou incerteza sobre o nível de competitividade que o irlandês possa levar para os cinco mais bem ranqueados na divisão liderada por Leon Edwards.   

— Ele pode tentar, mas garanto que, quem estiver entre os cinco primeiros, vai finalizar em três rounds. Ele acabou. A única coisa que ele pode fazer nos meio-médios é enriquecer o campeão. Espero que seja eu, mas se for Leon (Edwards), Colby (Covington) ou quem quer que seja, vai ganhar muito dinheiro. Não acho que seria uma luta muito difícil –, disse.  

McGregor quer o terceiro cinturão 

Em busca de uma reviravolta na carreira, Conor McGregor busca voltar ao caminho das vitórias. Aos 34 anos e afastado, o lutador segue em evidência e é constantemente desafiado por outros atletas do UFC.  

O Notório, como é conhecido, fez história ao se tornar o primeiro duplo campeão, quando reinou nos pesos-penas (até 65,7 kg) e pesos-leves (até 70,3 kg). Ele também é identificado por seu poder de trash talk 

Profissional desde 2008, o irlandês conta com um cartel de 22 vitórias e seis derrotas. Ele já bateu José Aldo, Chad Mendes, Dustin Poirier, Eddie Alvarez e Max Holloway.