UFC Atlantic City: por problemas médicos da adversária, brasileira tem luta cancelada

Márcio Júnior | 30/03/2024 - 21:50

A brasileira Melissa Gatto, que lutaria neste sábado (30), no UFC Atlantic City, recebeu uma notícia nada agradável.

Minutos antes de subir ao octógono, combate válido pela categoria mosca (até 56,7 kg, sua adversária, a russa Viktoriia Dudakova, passou mal e precisou ser atendida pelo corpo médico do UFC. Com isso, a luta da brasileira precisou ser cancelada. A informação foi confirmada durante a transmissão do Fight Pass.

https://twitter.com/ufcbrasil/status/1774222248615825884?s=46

Ainda não há informações sobre o estado de saúde da russa Viktoriia Dudakova, nem as causas do ocorrido. A brasileira Melissa Gatto vem de duas derrotas em quatro lutas no Ultimate Fighting Championship. A última derrota aconteceu em julho de 2023, contra a também brasileira Ariane Lipski.

A brasileira Melissa Gatto agora aguarda a definição de quando será a sua próxima luta e próxima adversária.

Viktoriia Dudakova lutou ‘lesionada’ no UFC 294

Não foi a primeira vez que a russa Viktoriia Dudakova teve um problema às vésperas da uma luta no UFC.

Em outubro de 2023, na edição 294, a lutadora revelou que subiu ao octógono com uma bactéria de infecção por estafilococos, que é contagiosa a outros lutadores. A própria Dudakova revelou em coletiva após a luta.

— Estou feliz que dessa vez consegui lutar mais em pé. Devo dizer que dessa vez quase não consegui lutar, e deixe-me explicar o porquê: no mês passado, tive uma infecção por estafilococos. Uma infecção em lugares que não é necessariamente apropriado anunciar para o mundo inteiro. Minha bunda está completamente ensanguentada agora — disse Dudakova.

A russa ainda revelou que os médicos do UFC ficaram irritados pela falta de informação da lutadora no seu exame pré-luta.

A infecção da russa foi similar ao que tirou o brasileiro Paulo Borracharia do mesmo evento pouca dias antes da luta. Além do brasileiro e de Dudakova, o americano Mike Breeden também lutou com a mesma infecção no UFC 294.

Escrito por Márcio Júnior
Márcio Júnior é baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Apaixonado por futebol, NBA, NFL e games de história. Torcedor do Bahia e Los Angeles Lakers. Passei pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Trivela. No Quinto Quarto desde julho de 2023.