Michel Pereira desmente luta com companheiro de treino no UFC Louisville: ‘Eu não aceitei’

Matheus Costa | 10/05/2024 - 20:33

O brasileiro Michel Pereira foi anunciado para enfrentar Roman Dolidze no card do UFC Louisville pelo site ‘EuroSport’, mas o confronto não irá acontecer. Nesta sexta-feira (10), o lutador peso médio usou suas redes sociais para explicar a situação e o motivo de sua recusa.

De acordo com seu relato no Instagram, Michel Pereira explicou que aceitou a proposta do UFC para lutar no evento, mas a oferta não mencionava enfrentar Dolidze, que é seu companheiro de treinos na Xtreme Couture MMA. Mesmo que Roman tenha aceitado a proposta, o brasileiro recusou porque não queria enfrentar um amigo, revelando sua decepção com a atitude do colega de academia.

– Eu não aceitei essa luta. Esse cara treina comigo todo dia no UFC P.I., na Xtreme Couture. Ele aceitou, mas eu não. Para mim, não é o momento de enfrentar ele. Se ele aceitou, o problema é dele. Eu fiquei surpreso que ele aceitou, sinceramente. Pra mim, na minha cabeça, ele era um amigo e um parceiro de treino, mas eu vi que era só eu (que pensava assim) -, afirmou.

Pereira, que lutou e venceu no UFC 301, no Rio de Janeiro, também explicou que, para enfrentar Dolidze, ele teria que encontrar outra academia para fazer sua preparação e que não haveria tempo o suficiente para fazer na data escolhida pelo Ultimate. No entanto, ele fez questão de afirmar que, daqui em diante, não terá mais uma objeção com a ideia de enfrentar o companheiro de treinos.

– Eu teria que encontrar outra academia e organizar tudo para enfrentá-lo. É por isso que eu não aceitei. Ele treina na Xtreme, e como eu sou novo lá, eu teria que sair e treinar em outro lugar. Eu não sei nem aonde eu teria que treinar. Eu vou remover ele de uma lista de nomes que eu não enfrentaria e estou colocando na lista dos que eu enfrentaria. Eu vou me organizar para lutar com ele. Quando eles me ofereceram essa luta, eles não falaram o adversário. Foi ruim quando eles falaram o adversário e eu disse não. É muita logística para resolver e lutar em um mês -, afirmou.

UFC: Dolidze responde Michel Pereira e tenta esclarecer situação

Através de sua conta no Twitter, Roman Dolidze usou seu perfil para esclarecer a situação e explicar seu lado da história. De acordo com o lutador, ele foi comunicado que Michel Pereira havia aceitado a luta para o dia 8 de junho, e como o brasileiro teria supostamente acordado com a luta, ele apenas aceitou.

– Sim, nós treinamos juntos. Me disseram que ele aceitou a luta no dia 8 de junho (e não no dia 1 de junho, quando eu estava escalado para lutar) e o UFC me pediu para mudar a data. Ontem, eles me enviaram o contrato. Se eles me pediram para mudar a data (que foi pedido dele) e ele aceitou, obviamente eu assinei o contrato -, afirmou.

Escrito por Matheus Costa
Matheus Costa é jornalista, repórter e redator com passagens por MMA Brasil, LANCE!, O Dia, Yahoo! e outros. Sua carreira no jornalismo iniciou na cobertura do MMA, depois se expandindo para a cobertura do futebol e dos bastidores de televisão esportiva brasileira. Já cobriu in loco eventos de MMA, futebol, basquete e jiu-jítsu.