UFC 286: ‘Leon Edwards é um verdadeiro herói para os britânicos’

Igor Ribeiro | 17/03/2023 - 10:00

Apoio da torcida, experiência de vitória recente e primeira defesa de cinturão nos meio-médios (até 77 kg). Leon Edwards tem vários ingredientes de um verdadeiro campeão do UFC. Mas, apesar das expectativas, uma pedra no sapato chega para estragar os planos: Kamaru Usman. O UFC 286 acontece no sábado (18/03), na The 02 Arena, em Londres, na Inglaterra.   

A atmosfera promete ser diferente de tudo que a Inglaterra já viu no MMA. Esta será apenas a segunda vez que um campeão local chega para defender o cinturão no país. A primeira em que o atleta tem uma reviravolta e aparece unânime pelos fãs. O Quinto Quarto BR traz as expectativas dos ingleses para a trilogia entre Edwards e Usman, que fazem a luta mais importante da noite.  

Enfim, a Inglaterra 

O UFC 286 marca o retorno de um evento numerado à Inglaterra após quase sete anos, mas a espera não foi tão simples quanto parece. Já em boa fase, em 21 de março de 2020, Leon Edwards teria sua primeira chance pelo título contra o então campeão Tyron Woodley. O embate, no entanto, foi o primeiro a ser cancelado pelo UFC devido à pandemia da COVID-19, que assolou o mundo.  

Apesar da frustração, ‘Rocky’, como é conhecido, seguiu ativo e emplacou outras duas apresentações – luta sem resultado contra Belal Muhammad e vitória sobre Nate Diaz – antes de assegurar nova oportunidade. Ele bateu Kamaru Usman e conseguiu o reconhecimento necessário para negociar uma nova luta em sua casa, onde é visto como um verdadeiro herói. 

O Quinto Quarto BR conversou com Nick Peet. Em relato exclusivo, o apresentador da BT Sport e broadcaster (locutor de rádio) do Fight Disciples, na Inglaterra, relatou o sentimento de heroísmo presente por torcedores britânicos a Leon. Segundo ele, os fãs reconhecem todo o esforço que Rocky precisou fazer antes de chegar ao topo da categoria.  

— Os torcedores britânicos estão 100% a favor de Leon. Eles sabem o quão difícil foi sua jornada para ser campeão do UFC e galvanizou seu apoio a ele. Alguns anos atrás, quando lutou contra Gunnar Nelson, ele foi realmente vaiado pelos fãs do Reino Unido. Mas sua história de sucesso mudou isso completamente e, no sábado à noite, ele será recebido em casa como um verdadeiro herói–, relatou.

Passada de bastão? 

Para Nick, as probabilidades de uma nova vitória são altas. Embora Usman esteja cotado como um dos maiores nomes da história dos meio-médios, há uma convicção de que chegou a hora de uma passada de bastão. E o ‘bastão confiante’ tem o nome de Leon Edwards.  

A carreira de Kamaru Usman está assegurada. Ele é um dos melhores meio-médios de todos os tempos. Acho que agora é a vez de Leon. Esta é uma luta muito difícil, não se engane, mas se Leon conseguir a vitória, não há razão para que ele não possa fazer uma série de defesas bem-sucedidas. Leon está em uma posição muito forte com sua confiança, enquanto Kamaru sabe que pode se machucar. A luta da trilogia tinha que acontecer a seguir, o reinado de Kamaru como campeão era tão forte que ele merecia a revanche, acrescentou.  

A confiança é baseada em, justamente, sua última apresentação no octógono do Ultimate. Em luta válida pelo UFC 278, em agosto de 2022, o inglês fez história com uma das maiores reviravoltas da organização. Ele se encaminhava para uma derrota na decisão dos juízes, quando chocou o mundo com um chute de esquerda que levou Usman à lona. Era sua consagração. Era a prova de que ele poderia ser a nova cara da categoria dos 77 kg. Basta, agora, um novo triunfo para acabar com as incertezas.  

O show de Leon Edwards 

— Esse é o show da minha cidade. Nunca perdi na Inglaterra. Uso a multidão como energia. Não vejo como ele conseguiria ir até lá e me derrotar —

Leon Edwards é chamado de verdadeiro herói na Inglaterra. Foto: Reprodução/Twitter/ @UFC
Leon Edwards é chamado de verdadeiro herói na Inglaterra. Foto: Reprodução/Twitter/ @UFC

O posto de campeão, por muitas vezes, pode assustar um lutador. Afinal, ainda que cada um deles trabalhe exaustivamente para isso, a carga é ainda mais exaustiva. Contudo, com Leon Edwards, é o contrário. Em entrevista à BT Sport, o inglês revelou contar com o apoio da torcida para reverter em grande energia e fazer seu próprio show no octógono. 

— Não consigo ver uma mudança significativa em um espaço de cinco ou seis meses para se tornar um lutador diferente. O nocaute afeta um lutador de forma diferente. Ele tem 35, 36 anos agora e está vindo de nocaute. Vai lutar com o mesmo cara que o nocauteou. É meu show, minha cidade. Nunca perdi na Inglaterra. Vejo a torcida como energia. Não sei como ele conseguiria me derrotar –, disparou. 

É a hora de Leon Edwards na luta mais importante de sua carreira. Aos 31 anos, o Rocky luta pela 13ª vez diante de seus torcedores e o desempenho anima: 12 vitórias e apenas uma derrota – sendo uma desqualificação por joelhada ilegal. Profissional desde 2011, ele soma um retrospecto de 20 triunfos e três reveses, além de uma luta sem resultado.