Lutas e MMA

Com astúcia e inteligência, Davin Haney vence Linares e mantêm cinturão

Davin Haney

Nas primeiras horas deste domingo (30), Davin Haney defendeu com êxito sua coroa de campeão da WBC do Peso-Leve. No confronto ocorrido no Michelob Ultra Arena, em Las Vegas, EUA. O campeão dominou os primeiros assaltos da luta e se mostrou bastante dominante. Contudo, do outro lado tinha um lutador com larga experiência e títulos. Dessa maneira, Jorge Linares flertou com o nocaute nos últimos rounds. Por fim, ainda assim Haney venceu por decisão unânime.

COMEÇO MUITO INTENSO

A princípio, é muito comum se ver lutas de boxe em que os primeiros rounds são tirados para estudo. Porém, não foi o que aconteceu no ringue do Michelob Arena. Ambos lutadores se mostraram bastante agressivos. Em especial o campeão Davin Haney.

Antes de tudo, Jorge Linares é muito conhecido por ter mãos pesadas e certeiras nos contra-ataques. Essa característica do desafiante definiu ambos planos técnico-tático. Assim, já no 1ª assalto vimos o que seria a tônica da luta em boa parte dela.

Desse modo, Haney usou muito seus jabs, que se mostraram muito rápidos e eficientes durante toda a luta. Ainda mais, esse golpe reto foi muito importante para o campeão manter a luta na larga distância. Uma vez que, o seu adversário é especialista em lutar da média para a curta.

RECITAL DO CAMPEÃO DAVIN HANEY

Além dos excelentes retos com a mão adiantada (jab), Haney mostrou ser um lutador bastante inteligente. Esteve em constante movimentação em pelo menos até 8º round. Combinava golpes no corpo e na cabeça constantemente. Mostrou bom repertório.

Mas, o que mais despertou a atenção foi o fato de saber os pontos fortes de Linares e tomar precaução para isso. Haney sabia que o venezuelano iria buscar apertá-lo. Em resposta, o americano impôs grande volume de golpes. E também sabia que “El Niño de Oro” poderia lhe pegar nos contra-ataques. Assim, basicamente em toda ação ofensiva, o campeão terminava com uma esquiva, um pêndulo, um passo plano, para assim escapar da retaliação.

JORGE LINARES AINDA TEM LENHA PARA QUEIMAR

 Bem verdade, talvez essa tenha sido a última vez de Jorge Linares lutou valendo um cinturão mundial. Ainda assim, o venezuelano de 35 anos, mesmo enfrentando um adversário 13 anos mais jovem, mostrou o porquê de ser um ex-campeão mundial por quatro vezes e em três categorias distintas.

“El Niño de Oro” mostrou sua velocidade habitual. Além disso, por alguns momentos apresentou cruzados de esquerda perigosos, ainda que, tenha ficado um tanto quanto marcado por alguns momentos, dado a grande repetições deste.

Talvez, Linares tenha pecado um pouco na falta de ímpeto e volume para pressionar, principalmente no início. Além disso, demorou um pouco para reagir e tentar mais combinações rápidas de golpes. Essas poderiam ser algumas chaves para vitória do latino.

VENEZUELANO MOSTROU A FORÇA DE SEUS GOLPES E QUASE VENCE

Até o 8º round, Davin Haney era o protagonista da luta e Linares estava de coadjuvante conseguindo apenas alguns momentos de brilhos. Contudo, a partir do 9º round a balança passou a pesar para Jorge. Neste assalto, O garoto de ouro passou a ser mais agressivo como seu corner desejava, conseguindo acertar algumas boas combinações. Ainda assim, foi um round bastante apertado.

Porém, o 10º assalto marcou de vez o bom momento de Linares. A princípio, Haney parecia querer recobrar o round perdido e se mostrou levemente melhor. Porém, já na reta final, Jorge acertou bela sequência com direto e cruzado, que deixou o campeão cambaleando.

Na volta para o 11º, Haney ainda se mostrou afetado pelos golpes e Linares pressionou bastante buscando o nocaute, onde que até ali era a única maneira dele sair vencedor. Porém, é nesse momento de adversidade que molda e mostra um campeão.

Davin apelou para os clinchs, se agarrou com o desafiante, o impedindo de desenvolver seu jogo e assim diminuindo seus riscos, fez isso nos dois últimos rounds, sobreviveu e saiu com a vitória. Ainda que, sua atitude tenha desagradado e muito o público, que lhe vaiou constantemente após a luta.

ESTATÍSTICAS

PRÓXIMOS PASSOS

Antes de mais nada, a expectativa inicial é que Davin Haney possa em um futuro próximo fazer um confronto unificatório contra o dono dos outros cinturões da categoria. Até o dia 19 de Junho, é certeza que o detentor das outras coroas se trata de Teofimo Lopez. Que coloca suas cintas em disputa contra Kambosos Jr.

Além desse nome, a categoria dos Leves conta com bons nomes da nova e da velha geração. Lomachenko luta no próximo dia 26 e também poderá ser um nome. E sempre que se fala em próxima luta para Haney, é quase inevitável falar sobre Ryan Garcia. Na qual ambos nutrem uma rivalidade desde a adolescência, na época do amadorismo.

Por outro lado, Linares se mostrou ainda em grande nível. Podendo fazer grandes lutas contra bons boxeadores, da nova ou da velha geração. Outra opção é pensar, talvez, numa mudança de categoria. Mas é algo que é necessário ser pensado.

Foto destaque: Divulgação/DAZN Boxing 

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top