Campeão dos pesados no boxe, Usyk provoca rival: ‘Tem medo de perder’

Paola Zanon | 15/05/2023 - 10:30

Oleksandr Usyk, campeão dos pesos-pesados no boxe pela WBA, IBF e WBO, decidiu provocar Tyson Fury, seu maior rival na categoria e campeão da WBC, durante entrevista para o site Vringe.

— É um grandalhão que tem habilidades muito boas no boxe e na vida. Mas esse grandalhão tem muito medo de perder—, resumiu o pugilista, ao ser questionado sobre o que pensa sobre o rival britânico.

A luta entre os campeões é esperada desde que foi anunciada a unificação do título mundial da categoria, mesmo com as diferentes ligas de competições de boxe.

Acontece que, depois de aceitar o confronto, Fury começou a colocar alguns empecilhos —especialmente financeiros. Foi quando veio a surpresa: Usyk aceitou ficar com apenas 30% do valor oferecido pela luta, enquanto o britânico ficaria com 70% do pagamento.

— Ainda não posso falar nada sobre a luta com Tyson Fury, no momento a luta não está planejada, pois as negociações estão em impasse. Para Fury, o boxe não é apenas um esporte, é um show. E há outro fator: dinheiro. Ele fala sobre isso o tempo todo e expressa quantias incríveis que deseja receber pela luta—, afirmou o ucraniano.

LEIA TAMBÉM:

+ Boxe: KSI nocauteia com golpe polêmico e desafia algoz de Logan Paul

++ Boxe: Whindersson Nunes tem nova luta marcada para julho

Mesmo com a notícia de que receberia a maior parte do pagamento só pela realização do confronto, o bicampeão da WBC colocou ainda mais empecilhos no contrato e não aceitou uma cláusula de revanche.

— Do que ele tem medo? Ele é um atleta profissional. Mesmo que perca, levará o seu [pagamento]. O processo de negociação transcorreu como sempre. A única questão é Tyson Fury. Estabelecer condições de luta inaceitáveis ​​para ser rejeitado com antecedência é muito mais importante para ele do que jogar limpo, mesmo com o interesse da indústria do boxe e dos fãs que esperam por essa luta—, criticou Usyk.

Exigências

O campeão ucraniano já fez tudo o que estava em seu alcance para que a luta seja realizada. Oleksander, inclusive, acredita que o confronto acontecerá mesmo com as exigências descabidas do rival.

—  Se ele quiser atrair intrigas, é direito dele, mas ninguém vai correr atrás dele ou fazer concessões. A luta acontecerá mais cedo ou mais tarde. E tudo será decidido no ringue—, declarou.

O primeiro confronto entre os campeões deveria ter acontecido em 29 de abril, mas os empecilhos criados por Fury impediram a realização do evento.

O vencedor de um possível duelo será declarado como o primeiro campeão indiscutível dos pesos-pesados ​​desde Lennox Lewis em 2000, já que até o momento, ambos estão invictos em suas competições na categoria.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.