Francis Ngannou recebe proposta no boxe

Jamis Gomes Jr. | 11/02/2023 - 16:54

Francis Ngannou recebe proposta no boxe e movimenta o mercado. O ex-campeão dos pesos pesados pelo UFC já demonstrou seu desejo de vivenciar a nobre arte mais de perto.

Com sua saída da organização de MMA, o camaronês frequentemente tem seu nome vinculado a essa mudança e agora um ex-campeão do boxe fez o convite a Ngannou.

Campeão da nobre arte convoca Francis Ngannou

Eu amo Francis. Quando o conheci no UFC Apex em Las Vegas, estávamos conversando sobre isso na época e ainda estou interessado nessa luta. Eu adoraria ir para a África para isso. Eu adoraria fazer isso lá.

Você vem na minha casa, eu vou na sua. Uma verdadeira festa do chá. — disse Deontay Wilder no Trill Boxing Talk.

A saber, o ex-campeão Deontay Wilder já conversava com Francis e o próprio presidente do UFC, Dana White, para agendar uma luta de boxe. A princípio, no novo contrato do camaronês estaria registrado essa liberação. Deontay disse que fazendo dinheiro todo mundo se interessa.

De fato, não há informações sobre essa conversa com Dana, mas Conor McGregor realizou luta de boxe contra Floyd Mayweather sendo lutador da organização. Uma promoção milionária, por sinal.

Em resumo, Deontay é um ex-campeão peso-pesado na nobre arte. Aos 37 anos, o pugilista demonstrou o desejo de enfrentá-lo em sua área. Dentro disso, o americano também gostaria de se testar no MMA. Wilder não tem grande conhecimento no universo MMA, mas não tem receio de tentar uns chutes e quedas com o grandalhão camaronês.

A proposta é ao menos de duas lutas. Uma na nobre arte e outra de MMA. Cada um se diverte na sua área. Wilder entende que hoje em dia está tão comum lutadores de modalidades diferentes se aventurando fora da sua zona de conforto que o americano não vê problema em tentar também.

Deontay Wilder x Francis Ngannou

A saber, Wilder realizou sua última luta em outubro ao vencer por nocaute Robert Helenius ainda no primeiro round. Deontay Wilder protagonizou trilogia contra Tyson Fury, perdendo o cinturão em 2020.

Pelo outro lado, o camaronês Francis Ngannou deixou o UFC com 12 vitórias e apenas duas derrotas. Cabe destacar que dez dessas 12 conquistas vieram através de nocautes entre primeiro e segundo rounds, provando o quão letal o camaronês pode ser.

Apesar de parecer que sua única chance de vitória seja em sua própria especialidade, Deontay fala levemente sobre essa possibilidade. Inclusive brincou sobre ambos serem dois grandes super-heróis negros, como os dos desenhos em quadrinhos em combate.

Sobre a luta de boxe, Wilder alerta: “eles não têm o mesmo jogo de pés no boxe”. E de fato a movimentação difere, mas quando o assunto passa para o MMA, o americano foi sincero em dizer que não é especialista em outra área. No entanto, se a luta for marcada, Deontay se dedicará aos treinamentos para enfrentar o ex-campeão do UFC.

Com certeza, vou contratar um dos melhores treinadores por aí. — disse Deontay Wilder sobre preparação para luta de MMA.

+ confira também: Vitor Belfort desafia Jake Paul em luta pelo PFL

 

Foto destaque: Divulgação/UFC

Escrito por Jamis Gomes Jr.
Sou dicente em licenciatura de Literatura Inglesa no momento. Ao fim da discência, curso superior de jornalismo, aqui vou eu! Amante de esportes - especialmente futebol - e o que eles podem proporcionar. Prazer, sou Jamis Gomes Jr. e estarei aqui no Quinto Quarto BR com vocês nas notícias das nossas queridas NBA, MLS, NFL, NHL, MLB e MMA.