Amanda Ribas vence duelo brasileiro no card preliminar do UFC 285; ‘Novo McGregor’ dá show

Igor Ribeiro | 04/03/2023 - 23:13

Grandes lutas marcaram o card preliminar do UFC 285 neste sábado (4/3), em evento realizado na T-Mobile Arena, em Las Vegas, nos Estados Unidos.. Amanda Ribas venceu Viviane Araújo em duelo de brasileiras, enquanto Tabatha Ricci e Ian Machado Garry, o ‘Novo McGregor’, também se destacaram por performances no show.

Amanda Ribas começa mal, mas se recupera e bate Viviane Araújo

Amanda Ribas vence Viviane Araújo em duelo brasileiro no UFC 285. Foto: Reprodução/Instagram @ufcbrasil

Amanda Ribas passou por um teste de fogo para sair com a vitória no UFC 285. Contra a compatriota Viviane Araújo, a mineira sofreu no primeiro round, mas suportou pressão e reverteu a situação nos assaltos seguintes. Depois de três rounds, ela saiu com os braços erguidos na decisão dos juízes. A luta foi válida pela categoria dos pesos-moscas femininos (até 56,7 kg).

Amanda tentou colocar para baixo, mas viu Viviane fazer pressão em seu pescoço. Ela saiu da posição, ficou por cima, mas não conseguiu evoluir na luta agarrada. Em pé, Araújo aplicou um cruzado que atingiu o rosto de Ribas e inchou seu olho no mesmo instante.

Mais ligada, Ribas voltou com outro ímpeto e conectou dois golpes diretos no rosto de Vivi, que caiu. Em posição de vantagem, a mineira ficou na meia-guarda e abriu boa margem pela marcação dos juízes.

No terceiro e decisivo round, Amanda Ribas abriu vantagem na longa distância e aplicou uma queda no round final. A mineira ainda precisou se defender de uma chave de braço da rival para garantir o triunfo nos pontos.

Com isso, Amanda Ribas voltou ao caminho das vitórias e pediu para enfrentar lutadoras do top 5 da categoria. Ela tem 11 triunfos e três reveses. Viviane Araújo conta com retrospecto atualizado de 11 resultados positivos e cinco negativos.

‘Baby Shark', Tabatha Ricci dá show de quedas e finaliza Jessica Penne

Tabatha Ricci vence Jessica Penne no UFC 285. Foto:Reprodução/ Instagram @UFC Brasil

Também no card preliminar, Tabatha Ricci deu um verdadeiro show. Conhecida pelo apelido de ‘Baby Shark', ou ‘Pequena Tubarão' em tradução livre, a brasileira mostrou sua qualidade nas quedas e finalizou Jessica Penne no segundo round. O confronto foi válido pela divisão dos pesos-palhas femininos (até 52,1 kg).

Tabatha começou colocando a luta para o solo, mas não conseguiu manter a posição. Apesar de estar por cima, a brasileira se defendeu de uma tentativa de chave de perna aplicada por Penne, mas se defendeu. Já no segundo assalto, ela mostrou seu talento ao aplicar uma queda de Harai Goshi, do judô, e partiu para a finalização via arm-lock, forçando a norte-americana a dar os três tapinhas em desistência.

Com o resultado, ‘Baby Shark' emplacou a terceira vitória seguida, segue em ascensão na organização e pediu o bônus de “Performance da Noite”, que premia os destaques em US$ 50 mil (cerca de R$ 260 mil, na cotação atual). Profissional desde 2013, a brasileira conta com um retrospecto de oito vitórias e apenas uma derrota.

Jessica Penne, por sua vez, se complica na empresa presidida por Dana White. Com cinco vitórias derrotas nas últimas sete lutas, a norte-americana passa a correr riscos de demissão. Ela soma 14 resultados positivos e sete negativos.

‘Novo McGregor' sofre, mas vence chinês por nocaute

Ian Machado Garry venceu Song Kenan por nocaute no UFC 285. Foto: Reprodução/ Instagram @UFCBrasil

Invicto no MMA, Ian Machado Garry teve dificuldades para confirmar o favoritismo diante de Song Kenan. O irlandês, que é apontado como ‘Novo McGregor', sofreu um knockdown e precisou se reinventar na trocação para bater o chinês por nocaute. Ele encontrou uma sequência de socos que levaram seu adversário à lona.

Na comemoração, Garry imitou McGregor e prometeu deter o cinturão dos pesos-meio-médios (até 77kg) em até dois anos. São 11 vitórias em sua trajetória até o momento.

Já Song Kenan sofreu a segunda derrota seguida. O chinês tem o histórico atualizado para 19 resultados positivos e sete negativos.

Confira todos os resultados do UFC 285 deste sábado

CARD PRINCIPAL (0h, de Brasília)

Jon Jones venceu Ciryl Gane por finalização via guilhotina aos 2m04 do R1 – Luta pelo título

Alexa Grasso venceu Valentina Shevchenko por finalização via mata-leão a 4m34s do R4 – Luta pelo título

Shavkat Rakhmonov venceu Geoff Neal por finalização via mata-leão aos 4m17s do R3

Mateusz Gamrot venceu Jalin Turner na decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27)

Bo Nickal venceu Jamie Pickett por finalização via katagatame aos 2m54s do R1

CARD PRELIMINAR (20h, de Brasília)

Cody Garbrandt venceu Trevin Jones na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Dricus Du Plessis venceu Derek Brunson por nocaute técnico (desistência) aos 5m do R2

Amanda Ribas venceu Viviane Araújo na decisão unânime (29-27, 30-26, 30-27)

Marc-André Barriault venceu Julian Marquez por nocaute técnico aos 4m12s do R2

Ian Machado Garry venceu Song Kenan por nocaute técnico aos 4m22s do R3

Cameron Saaiman venceu Mana Martinez na decisão majoritária (29-26, 28-27, 28-28)

Tabatha Ricci venceu Jessica Penne por finalização via chave de braço a 2m14s do R2

Farid Basharat venceu Da’Mon Blackshear na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Loik Radzhabov venceu Esteban Ribovics na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)