Alexa Grasso faz história, finaliza Valentina Shevchenko e é a nova campeã do UFC

Igor Ribeiro | 05/03/2023 - 02:23

Alexa Grasso fez história na madrugada deste domingo (5/4) e venceu Valentina Shevchenko com um mata-leão no quarto round, pelo cinturão da divisão peso-mosca feminino (até 56,7 kg). O confronto, que foi o segundo mais importante do UFC 285, teve emoção a todo momento e equilíbrio nas ações. A mexicana aproveitou uma brecha, conseguiu a finalização e acabou com o legado da quirguiz na categoria.

Valentina teve um início de muito estudo, sem dar chances para a aproximação de Alexa, mas viu a mexicana alcançar boa combinação na curta distância e golpes limpos no boxe, honrando a tradição mexicana. A quirguiz fintou uma queda e entrou com cotovelada, que passou no vazio. Na reta final, a desafiante buscou a luta agarrada e a campeã bateu no chão e voltou.

A exposição de Shevchenko em pé não se perdurou no segundo assalto, com uma queda logo no minuto inicial. A quirguiz, rapidamente, fez a transição aos 100 kg, passou o crucifixo e golpeou o rosto de Grasso. A mexicana, no entanto, consegui raspar e o duelo voltou para a trocação no centro do cage. Valentina teve nova evolução no grappling nos últimos 30 segundos e conseguiu socos que feriram a adversária.

Alexa vira o jogo

Empolgada na luta, Grasso achou a postura ideal para trocar, mas acabou surpreendida com nova queda de Shevchenko. Por cima, a campeã dominou as ações e terminou batendo na mexicana.

No quarto assalto, bastou um erro de Valentina para Alexa fazer história. A lutadora aproveitou erro da rival em chute rodado, chegou às costas e ajustou o mata-leão até a desistência da rival.

 

Com o desfecho dos sonhos, Alexa Grasso se torna a primeira campeã mexicana nas categorias femininas do UFC – sendo a terceira do país na atualidade, ao lado de Brandon Moreno e Yair Rodriguez. Ela soma 16 resultados positivos e três negativos.

Valentina Shevchenko, que buscava a oitava defesa de cinturão, pediu por uma revanche já na sequência. A quirguiz sofreu seu quarto revés, enquanto também tem outros 23 triunfos.

Confira todos os resultados do UFC 285 deste sábado

CARD PRINCIPAL 

Jon Jones venceu Ciryl Gane por finalização via guilhotina aos 2m04 do R1 – Luta pelo título

Alexa Grasso venceu Valentina Shevchenko por finalização via mata-leão a 4m34s do R4 – Luta pelo título

Shavkat Rakhmonov venceu Geoff Neal por finalização via mata-leão aos 4m17s do R3

Mateusz Gamrot venceu Jalin Turner na decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27)

Bo Nickal venceu Jamie Pickett por finalização via katagatame aos 2m54s do R1

CARD PRELIMINAR

Cody Garbrandt venceu Trevin Jones na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Dricus Du Plessis venceu Derek Brunson por nocaute técnico (desistência) aos 5m do R2

Amanda Ribas venceu Viviane Araújo na decisão unânime (29-27, 30-26, 30-27)

Marc-André Barriault venceu Julian Marquez por nocaute técnico aos 4m12s do R2

Ian Machado Garry venceu Song Kenan por nocaute técnico aos 4m22s do R3

Cameron Saaiman venceu Mana Martinez na decisão majoritária (29-26, 28-27, 28-28)

Tabatha Ricci venceu Jessica Penne por finalização via chave de braço a 2m14s do R2

Farid Basharat venceu Da’Mon Blackshear na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Loik Radzhabov venceu Esteban Ribovics na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)