Copa do Mundo

Poderia defender a Seleção Canadense? Confira a história do goleiro Bono

Poderia defender a Seleção Canadense? Confira a história do goleiro Bono

Poderia defender a Seleção Canadense? Confira a história do goleiro Bono. A saber, Yassine Bounou, mais conhecido como Bono, tem pais marroquinos, mas poderia defender a Seleção Canadense, se fosse de sua vontade. Em resumo, o goleiro que assumiu uma baita responsabilidade ao eliminar a Espanha nos pênaltis pela oitava de final da Copa do Mundo nasceu em Montréal, Canadá. Confira detalhes.

Começo de Bono

O goleiro da Seleção Marroquina nasceu em Montréal no ano de 1991. De fato, ainda jovem se mudou para Marrocos e nessa época de moleque iniciou sua prática dentro do futebol no clube Wydad Casablanca com apenas 8 anos. Por curiosidade, este é o rival do Raja Club Athletic, conhecido como Raja Casablanca ou algoz do Atlético Mineiro no Mundial de Clubes em 2013, quando ainda contavam com Ronaldinho Gaúcho. Enfim, o jovem Bono na época chegou a atuar como profissional. Jogou lá até os 19 anos e completou 11 partidas a serviço do clube.

Em 2012 ganhou destaque ao defender a Seleção Marroquina nos Jogos Olímpicos 2012 em Londres. Não era titular oficial, mas a vitrine foi o bastante para chamar a atenção do Atlético de Madri B. Permaneceu até 2014. Tecnicamente tinha contrato com o clube principal, mas nunca recebeu uma oportunidade, portanto, foi emprestado para o Real Zaragoza até 2016. Fato é que pelo Girona que o goleiro marroquino brilhou de verdade, tendo uma maior sequência de jogos.

Em 2020 chamou a atenção de outro espanhol, porém de maior tradição e competitividade. Em resumo, assinou por empréstimo com o Sevilla e na sequência fechou um contrato em definitivo até 29 de junho de 2025.

Cabe dizer que Bono na época de Girona, ajudou o clube a ganhar a promoção de volta para a La Liga. Hoje já é um frequente nome na lista de convocados para defender a Seleção Marroquina, disputando Copa das Nações Africanas, eliminatórias de Copa do Mundo, entre outras competições.

Poderia defender a Seleção Canadense? Confira a história do goleiro Bono

Yassine Bounou, goleiro da seleção de Marrocos, não permitiu que um único jogador da Espanha marcasse na disputa de pênaltis que decidiu o jogo das oitavas de final, a primeira grande virada nos playoffs do Catar 2022. Após o heroísmo desta terça-feira (6) na Copa do Mundo, Bono pode ser visto com outros olhos, especialmente após o Mundial.

O goleiro, que deve está sendo chamado de paredão e todos os outros adjetivos que o exaltem em sua terra, teve grande parte nessa classificação, mas não foi só por pegar os pênaltis. O goleiro do Sevilla dançava na linha do gol, tentando distrair os espanhóis ao cobrar seus pênaltis. Até falou em espanhol. Um grande momento do marroquino nessa Copa do Mundo.

Apesar de ter maiores raízes em Marrocos, o jovem nativo do Canadá, que apenas nasceu lá devido ao trabalho de seu pai ser no país, certamente poderia ser um grande reforço para a ainda em evolução Seleção Canadense.

Enfim, Marrocos avançou e enfrentará a Seleção Portuguesa nas quartas de final no próximo sábado (10). Por fim, cabe lembrar que nenhuma seleção africana havia avançado para essa fase do torneio desde quando a seleção de Gana o fez em 2010 na África do Sul.

 

Foto destaque: Divulgação/Agência Esporte

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top