NFL

Ray Rice aborda tema da violência doméstica e garante que não vai mais jogar

Ray Rice, ex-running back da NFL, e sua esposa

(Crédito: Twitter/reprodução)

Ray Rice, ex-running back do Baltimore Ravens, está fazendo um discurso forte contra a violência doméstica, mas ele garante que não é uma tática para tentar cavar uma vaga de volta na National Football League.

“Eu serei o primeiro a dizer isso: não preciso me aposentar para dizer que o futebol americano já deu pra mim. A pressão sob a qual eu estava por ser uma estrela, que era a pessoa que eu mais odiava”, declarou Rice nesta terça (18) durante uma entrevista ao CBS This Morning.

Na entrevista, na qual o ex-jogador da NFL aparece ao lado de sua esposa Janay, Rice afirmou que vê similaridades com ele depois que um vídeo mostrou Kareem Hunt, ex-running back do Kansas City Chiefs, empurrando e chutando uma mulher em um hotel.

“Bem, obviamente, você olha para trás e vê as semelhanças”, afirmou Rice na entrevista.

Rice foi dispensado pelos Ravens depois que ele foi flagrado em vídeos socando, chutando e arrastando Janay, que era sua noiva na ocasião, em um elevador. O caso ocorreu em 2014.

O ex-Raven falou que ele odeia a pessoa que ele vê nos vídeos e que ele recebeu uma segunda chance quando o casal se casou semanas depois.

“Eu odeio aquela pessoa. Eu odeio ele”, observou. “(…) Todo mundo que está dizendo: ‘ele merece uma segunda chance no futebol americano?’ E isso e aquilo – eu realmente já tenho a minha segunda chance”, prosseguiu.

“Durante meus momentos mais sombrios, eu costumava me perguntar: ‘como ela pode até mesmo – querer me apoiar?’ Mas acho que o que é mal entendido sobre nós é os amigos que éramos antes do incidente. É por isso que, como eu disse, quando olho para Kareem Hunt, quero saber como era a vida dele. Eu quero saber o que aconteceu na vida. Eu sei que Kareem se desculpou e manifestou seu remorso pelos sobreviventes de violência doméstica”, ressaltou.

Janay Rice disse que ela nunca viu o vídeo em que seu agora marido a agride. E ela garante que foi a primeira e única vez em que ele abusou fisicamente dela.

“Eu estava lá. Eu vivi isso. Eu realmente não preciso reviver vez ou outra só para apaziguar o mundo”, disse a esposa do ex-running back. “(…) Nunca houve um pensamento de seu eu ia sair ou não, porque eu sabia que não era ele naquele momento. É alguém que eu conheço desde que eu tinha 15 anos. Eu sabia que tínhamos trabalho a fazer, e eu estava disposta a seguir em frente e trabalhar”, finalizou Janay.

Comments
To Top