NFL

Por que os Chargers saíram de San Diego?

San Diego

Uma equipe que possuía uma base de fãs muito fiéis em San Diego. Ao som de “San Diego Super Chargers”, a leal torcida preenchia as arquibancadas do Qualcomm Stadium para apoiar o time de sua cidade. No entanto, devido à ganância e cobiça de seu proprietário, os Chargers se mudaram para Los Angeles, deixando para trás uma torcida que, desde então, nunca mais foi a mesma.

A princípio, os Chargers foram fundados justamente em Los Angeles, em 1960, se juntando à AFL. O dono original da franquia se chamava Barron Hilton, também proprietário da famosa rede de hotéis “Hilton Hotels & Resorts”. Desse modo, os Chargers jogaram sua primeira temporada em Los Angeles e, logo no ano seguinte, se mudaram para San Diego. 

Saltando para 1984, no dia primeiro de agosto o bilionário Alex Spanos comprou a franquia por 40 milhões de dólares. Seus 4 filhos receberam uma parcela, um deles é Dean Spanos, o dono ativo dos Chargers. 

SAN DIEGO PRECISA DE UM NOVO ESTÁDIO

Definitivamente, o motivo pelo qual os Chargers se mudaram para Los Angeles foi financeiro. Em San Diego, a equipe realizava suas partidas no Qualcomm Stadium, um estádio que quanto mais os anos se passavam, mais ele ia se deteriorando. Assentos enferrujados e destruídos, vestiário em condições precárias e muita sujeira, era de longe um dos piores estádios da NFL

Pressionado pela imprensa, pelos jogadores e torcedores, Dean Spanos teve que tomar uma decisão em relação a este problema. Um orçamento de um novo estádio foi feito e estava em torno de 1.8 bilhão de dólares. Era um investimento caro, mas que poderia elevar o nível da equipe. Ainda assim, o dono da franquia não concordou em construir um estádio que, segundo o projeto, seria um dos mais modernos e atrativos da NFL. 

Tentativas desesperadas de levantar capital para a construção do novo estádio não funcionaram. Assim, Spanos queria que a prefeitura da cidade pagasse a maior parte da construção, ele apenas iria complementar. O pedido foi negado. Por fim, sua última tentativa foi a de adicionar taxas aos serviços de hotelaria de San Diego, para que o turismo sustentasse a construção. Em seguida, foi realizada uma votação e com 56% dos votos contra as taxas, o projeto foi declinado. Dean Spanos não queria tirar do próprio bolso de forma alguma.

Dessa forma, decidiu que queria se mudar de San Diego, pois acreditava que lá seu investimento não teria retorno. 

PROCESSO DE MUDANÇA

Por volta de 2015, o St. Louis Rams e o Oakland Raiders também estavam querendo mudar de cidade, houve rumores de que os Raiders e os Chargers iriam construir em conjunto um estádio em L.A, porém, foram os Rams decidiram ir para a cidade e os Raiders planejavam se instalar em Las Vegas. Dean Spanos não desistiu da ideia e anunciou que estava indo para Los Angeles onde teria um estádio junto com os Rams.

Por outro lado, a mudança e multas geraram gastos de 662 milhões de dólares, muitos se questionaram, pois este dinheiro poderia ter sido utilizado para dar entrada na construção do novo estádio. Mas em Los Angeles a valorização da equipe seria muito maior.

Com razão, os torcedores não gostaram da notícia e protestaram contra a decisão, entretanto nada adiantou. Houve queima de camisas na porta do velho estádio e organizações nas redes sociais para impedir a mudança. Completamente ignorados, os fãs tiveram a prova real de que Spanos não se importava com os torcedores, o dinheiro sempre falou mais alto. “San Diego não perdeu os Chargers, os Chargers perderam San Diego” era a frase que os torcedores recitavam. Por pura ganância foram descartados 56 anos de história da equipe.

CHEGADA E RECEPÇÃO EM LOS ANGELES

À primeira vista, a nova cidade seria boa para a equipe, um lugar populoso e com muitos fãs de esporte. No entanto, os Chargers não foram bem recebidos. Os Rams já tinham chegado no ano anterior e foram abraçados pela população, o Coliseu de Los Angeles foi o estádio provisório da equipe até que o novo fosse construído. Já os Chargers, ficaram com o estádio do LA Galaxy emprestado. Um campo de futebol adaptado para o futebol americano, era bem improvisado.

Quanto à torcida, os jogadores costumavam dizer que eram 16 jogos fora de casa, já que a maioria dos torcedores presentes eram fãs do time visitante.

É possível que os Chargers sejam melhor aceitos com o passar do tempo, agora possuem seu franchise quarterback, um novo treinador e o SoFi Stadium para realizar suas partidas. Frequentemente surgem rumores de que a equipe será vendida, agora que se estabilizaram em Los Angeles a chance é maior.  

Foto destaque: Reprodução/ESPN

2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: New Orleans Saints e seus jogadores mais promissores - Quinto Quarto

  2. Pingback: Jeff Bezos vai comprar uma equipe da NFL? - Quinto Quarto

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top