NFL

NFL deve aprovar regra de expulsão automática após duas faltas antidesportivas

(Crédito: Twitter/reprodução)

(Crédito: Twitter/reprodução)

O comitê de competição da National Football League está levando adiante a ideia de uma nova regra que obrigaria uma expulsão automática para jogadores que cometerem duas faltas de conduta antidesportiva e a proposta, que será debatida na semana que vem, durante o encontro anual de proprietários da liga, deve ser aprovada pelos donos de times.

A proposta é semelhante à sugestão feita por Roger Goodell, comissário da NFL, em fevereiro, mas com algumas mudanças, já que a lista de penalidades que poderiam levar a uma ejeção de determinado atleta foi reduzida. Assim, em vez de todas as faltas pessoais contarem, apenas algumas violações antidesportivas.

De acordo com Rich McKay, copresidente do comitê de competição, se a regra proposta já estivesse nesta última temporada, apenas dois jogadores teriam sido expulsos no campeonato de 2015.

A regra de expulsão da NFL será reforçada e, como apontou Vincent, os árbitros serão lembrados que eles têm poder para ejetar jogadores por infrações flagrantes a qualquer momento, mas se um atleta cometer duas penalidades de três novas categorias, eles terão que, obrigatoriamente, ser removidos da partida.

As três categorias englobam: 1) desferir um soco, um golpe com antebraço ou chutar um oponente, mesmo que não haja contato; 2) usar linguagem e gestos abusivos, ameaçadores ou insultantes contra os adversários, companheiros de equipe, árbitros ou representantes da liga; 3) utilizar ‘iscas’ ou atos ou linguagem provocativos que engendrem animosidade entre times.

A aprovação desta proposta, ou de qualquer uma das outras 18 mudanças de regra sugeridas tanto pelo comitê de competição quando pelos times, requere o consentimento de, pelo menos, 24 donos de franquias.

Apesar de possíveis mudanças de regra importantes, tanto McKay quanto Troy Vincent, vice-presidente executivo da NFL, confirmaram que não haverá alteração na polêmica regra de recepção que exige que os wide receivers mantenham o controle da bola até “se tornarem corredores”. McKay frisou que a regra causa confusão em menos de seis passes por temporadas (em 2015, mais de 18 mil passes foram lançados) e Vincent assegurou que a liga vai continuar promovendo o ensino da regra aos torcedores e membros da imprensa.

Confira algumas das outras propostas de mudanças de regras:

– tornar permanente o experimento de um ano que colocou o chute de extra point na linha de 15 jardas;

– tornar todos os chop blocks ilegais;

– permitir que treinadores localizados na cabine de imprensa possam se comunicar diretamente com atletas em campo e não apenas por técnicos que estão na lateral do gramado;

– expandir a regra de horse collar (tackle pelo colarinho) para incluir os casos em que o defensor segura a camisa do adversário na faixa de nome da camisa ou acima e leva o corredor ao chão;

– permitir que treinadores e jogadores vejam vídeos dos jogos nos tablets localizados nas laterais do campo durante as partidas, em vez de apenas permitir que fotografias sejam utilizadas;

– eliminar prorrogação em jogos de pré-temporada;

– permitir três desafios por técnicos, em vez de apenas dois, mesmo quando um dos desafios é errado pelo técnico e expandir os tipos de jogadas revisadas;

Clique aqui e veja, no site oficial da NFL, todas as propostas de mudanças de regras para 2016.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top