NFL: Chiefs vivem dilema e terão que ‘liberar’ astro defensivo do time

Marcelo Cartaxo | 27/02/2024 - 21:14

O título do Super Bowl não teria sido possível sem duas peças determinantes na defesa: o defensive tackle Chris Jones e o cornerback L’Jarius Sneed. Agora, com os dois jogadores em fim de contrato e prontos para entrarem na free agency, os Chiefs tem uma decisão a tomar.

Caso desejem manter um desses dois jogadores, Kansas City terá que usar o franchise tag. Esse recurso serve para manter um jogador que acabou de sair de seu último ano de contrato e que está prestes a se tornar agente livre, o trazendo de volta ao time por um ano extra, recebendo a mesma quantia que recebeu na temporada anterior por mais um ano.

De acordo com o jornalista Jeremy Fowler da ESPN, os Chiefs estão prontos para usarem a tag, e estão abertos a realizar uma troca com ela se nenhum acordo de longo prazo for alcançado.

Por enquanto, os  L’Jarius Sneed terá chance de negociar com outras franquias já que está sem contrato para a próxima temporada, mas um retorno para Kansas City não é descartado.

Os dois jogadores que estão entre os melhores de suas posições. Chris Jones é considerado o melhor defensive tackle da NFL, enquanto L’Jarius Sneed é um dos melhores cornerbacks nesta temporada, sendo responsável por um dos lances que eliminou o Baltimore Ravens na final da AFC e classificou os Chiefs para o Super Bowl.

Dessa forma, os Chiefs terão Jones e Sneed prontos para se tornarem agentes livres, e isso pode custar caro caso a “decisão errada” seja tomada, afetando o futuro do time à curto e longo prazo.

O impacto na folha salarial dos jogadores pode influenciar na decisão

A franchise tag normalmente é usada em jogadores que os contratos mais impactaram na folha salarial nos últimos anos de determinada franquia. Afim de manter o jogador sem ter que se preocupar com o teto de gastos do time, a tag é usada para um vínculo extra de um ano colocando o jogador entre os mais bem pagos de sua posição para a próxima temporada.

O general manager da franquia deu uma entrevista à ESPN dizendo o quanto gostaria de reassinar com os dois jogadores para contratos longos, mas reconheceu as dificuldades nisto e leva em consideração as escolhas de draft dos Chiefs, que estão entre as mais baixas por causa do desempenho da temporada.

— Isso sempre gera estresse. Você gostaria de poder usar a tag em todos os caras e pagar a todos. É difícil porque quanto mais você vence, mais precisa pagar aos jogadores, e obviamente, quando você tem esse nível de sucesso, está pagando a muitos jogadores uma quantia considerável de dinheiro, e, igualmente difícil, é porque você está fazendo escolhas tardias no draft. — disse Brett Veach

A ordem do draft é inversamente proporcional ao da temporada. Ou seja, os times de melhor campanha escolhem mais tarde do que aqueles que tiveram uma temporada negativa.

Reassinar com os dois jogadores significa que futuramente terão que abrir mão de outro jogador de destaque no elenco, que receba um salário alto ou vários jogadores que igualam o impacto de um único no teto de gastos do time para a temporada.

Assim, os Chiefs precisarão tomar a decisão antes do dia 13 de março, data em que a free agency abre e os jogadores que poderiam ser destinados com o franchise tag vão para o mercado e podem assinar com qualquer time da NFL.

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.