NFL

Jogos da NFL que você precisa relembrar: Colts x Patriots (final da AFC de 2006)

manning bruschi patriots colts

Em meio a uma offseason que já deu uma esfriada, sobretudo devido à paralisação do esporte mundial, estamos sentindo falta de jogos da NFL. É por isso que o Quinto Quarto resolveu trazer um conteúdo diferente.

Que tal relembrar de alguns jogos da NFL históricos? É a chance dos mais novos na modalidade conhecerem determinados confrontos épicos. E dos fanáticos pela bola oval de longa data relembrarem jogos da NFL que marcaram época.

Desta vez, selecionamos Indianapolis Colts x New England Patriots, confronto válido pela final da Conferência Americana (AFC) da temporada 2006 da National Football League. Valia vaga no Super Bowl XLI.

Vamos trazer mais jogos da NFL em artigos deste tipo nas próximas semanas para que você viaje conosco no túnel do tempo do futebol americano.

Lembrando que nossa intenção aqui não é esmiuçar jogada a jogada da partida, obviamente, mas relembrar como ela se desenrolou. E, além disso, trazer um conteúdo histórico que causará um delírio nos mais nostálgicos.

Vamos lá?

Entre vários jogos da NFL, por que o QQ escolheu esse?

Além de ser uma partida que valia vaga no Super Bowl XLI, era simplesmente um confronto entre Peyton Manning e Tom Brady. Entre Tony Dungy e Bill Belichick. Em uma final da AFC.

No RCA Dome. OK, já estou exagerando no suspense. Até o João Kleber dormiu.

Foi um confronto extremamente movimentado, com 72 pontos marcados e um duelo de pós-temporada recheado de tensão. Os Colts levaram a melhor, vencendo por 38 a 34, e deixaram os Pats pelo caminho.

Um dos melhores jogos da NFL de todos os tempos.

Abaixo, você lê rapidamente como foi o embate decisivo valendo vaga no Super Bowl XLI.

Como foi a partida (disputada no dia 21 de janeiro de 2007)

Primeiro de tudo: o que podemos esperar de uma partida cuja primeira pontuação é um touchdown de um offensive lineman? Emoção, certo?

E foi isso que ocorreu neste que é um dos grandes jogos da NFL em toda a história. O primeiro touchdown do jogo, dos Patriots, aconteceu após um fumble em um handoff de Tom Brady para o running back Laurence Maroney. Em uma situação de terceira descida para uma jarda na linha de quatro do campo dos Colts, a bola oval não foi agarrada pelo RB e, após uma tremenda loucura, a bola foi parar na end zone. Acabou sendo recuperada pelo guard Logan Mankins.

7 a 0 após o extra point de Stephen Gostkowski.

Os Colts reduziram a desvantagem ainda no quarto inicial, com field goal de 42 jardas do interminável Adam Vinatieri (para os mais novos no mundo da NFL, sim, é aquele mesmo que você ainda está vendo jogar nos dias de hoje. E ele já tinha uma década de liga nesse jogo).

No segundo quarto, as coisas começaram a esquentar. E a piorar bastante para Indianapolis.

A pouco mais de 10 minutos do intervalo, o running back Corey Dillon fez um touchdown corrido fácil (bota fácil nisso) de sete jardas e o placar ficou em 14 a 3.

Dava para ficar pior para os Colts? Com certeza dava.

A 9min30s do final, Peyton Manning forçou um passe na direção de Marvin Harrison, do lado direito, e foi interceptado por Asante Samuel. O cornerback de New England agarrou a bola oval e retornou muito facilmente por 39 jardas até a end zone. A pick six (interceptação retornada para TD) trouxe o marcador para 21 a 3.

Só houve mais uma pontuação na metade inicial da partida, um field goal de 26 jardas de Vinatieri, e o placar foi para o intervalo marcando 21 a 6 para os visitantes.

A água no intervalo e uma bela bronca de Dungy fizeram a diferença.

Com 8min20s restantes no terceiro quarto, houve algo absurdo. Digo, um TD corrido de Manning. Tudo bem que foi em um QB sneak na linha de uma jarda, mas ainda assim é uma cena rara. A desvantagem caiu para 21 a 13.

Os Colts empataram ainda no terceiro quarto, com um passe para TD de uma jarda de Manning para o defensive tackle (QUE JOGO É ESSE!) Dan Klecko. Na conversão de dois pontos, a conexão foi entre Manning e Harrison. 21 a 21.

Mas, quando há Brady do outro lado, não se pode cochilar. Nos dois minutos finais do penúltimo período, o camisa 12 dos Patriots acertou passe de seis jardas para o wide receiver Jabar Gaffney e o TD deixou o placar em 28 a 21. Essa pontuação ocorreu pouco depois de um incrível retorno de kickoff de 80 jardas de Ellis Hobbs.

Ainda havia o último quarto. E como ele reservou emoções.

Nos minutos iniciais, na linha de duas jardas do território adversário, os Colts chamaram uma corrida com Dominic Rhodes. O running back sofreu um fumble e bola foi recuperada na end zone pelo center Jeff Saturday para o TD dos Colts.

DOIS TDs DE OFFENSIVE LINEMEN EM UMA MESMA PARTIDA??? Sim.

28 a 28.

Nos minutos seguintes, dois field goals de Gostkowski (28 e 43 jardas) e um de Vinatieri (36 jardas) deixaram o placar em 34 a 31 para os Patriots.

Mas ainda havia tempo.

Com uma campanha de 80 jardas e apenas 1min17s de duração, com direito a uma conexão de 32 jardas de Manning com o tight end Bryan Fletcher, os Colts chegaram ao TD em corrida de três jardas do ótimo Joseph Addai. 38 a 34.

Os Patriots ainda tentaram a reação nos segundos finais, mas Brady buscou um passe para o tight end Ben Watson com menos de 30s e foi interceptado por Marlin Jackson. O turnover do camisa 12 selou a derrota dos Patriots.

    • Vídeo completo do jogo

    • Melhores momentos

Desfecho

Com a vitória apertada neste que é um dos grandes jogos da NFL em todos os tempos, os Colts se classificaram para pegar o Chicago Bears (DO GÊNIO/MITO/LENDA Rex Grossman) no Super Bowl XLI.

Na decisão da temporada 2006, os Colts levaram a melhor no Dolphin Stadium. Foi aquela partida lendária que já começou bem para os Bears, com touchdown de retorno de 92 jardas de Devin Hester, no primeiro lance da partida. Porém, no final, deu Colts por 29 a 17.

Manning conquistava seu primeiro título e o primeiro dos Colts em Indianápolis.

Comments
To Top