NFL

Gregg Williams sobre bountygate: nada que nunca tinha sido feito antes

Gregg Williams em 2010  (Crédito: Reprodução)

Gregg Williams em 2010
(Crédito: Reprodução)

Em 2012, Greg Williams, atual coordenador defensivo do St. Louis Rams, foi suspenso por toda a temporada da NFL por envolvimento com o escândalo do Bountygate do New Orleans Saints, quando foi descoberto esquema de recompensas para jogadores da defesa que machucassem adversários.

De volta a liga desde 2013, o coordenador falou profundamente sobre o assunto pela primeira vez desde a suspensão.

“Foi um ano difícil para mim em vários sentidos porque havia muita informação errada circulando, e eu era a única pessoa em todo o escândalo que nunca falou nada,” disse Williams a uma rádio de St. Louis. “Eu nunca disse uma palavra. Todos tentavam se defender, e eu não.”

“Havia coisas que estavam sob meu controle, mas não era nada que não era feito na NFL no últimos 50 anos, não era nada feito para machucar as pessoas,” continuou Williams. “Isso nunca foi feito para machucar alguém, eu já disse isso antes. Eu vejo times de faculdade, ensino médio, ligas menores e percebo decalques nos capacetes e me pergunto se você ganhar um daqueles por cumprimentar e beijar adversários ao final do jogo ou por correr 100 jardas, lançar para 17 touchdowns e dar um baita tackle?”

Além do coordenador, o técnico Sean Payton, o general manager Mickey Loomis e uma série de jogadores dos Saints foram punidos por terem se envolvido com o escândalo.

“Eu gostaria de expressar minhas mais sinceras desculpas para a NFL, Sr. Benson e o New Orleans Saints pela participação no programa ‘pague pela performance’ enquanto estava nos Saints,” disse Williams em 2012. “Foi um erro terrível e nós sabíamos que estávamos errados enquanto estávamos fazendo. Ao invés de parar, continuamos. Eu assumo total responsabilidade.”

Comments
To Top